PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ações europeias fecham em mínima de 1 semana com perdas no setor de tecnologia

18/01/2022 14h37

Por Anisha Sircar e Ambar Warrick

(Reuters) - As ações europeias fecharam numa mínima em uma semana nesta terça-feira, com os papéis de tecnologia liderando as perdas devido a um salto nos rendimentos dos títulos norte-americanos de curto prazo, que refletia expectativas crescentes de um aumento de juros nos Estados Unidos já em março.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,97%, a 479,79 pontos.

As ações de tecnologia caíram 2,2%, liderando as perdas entre seus pares e retomando uma onda de perdas que começou no início deste ano.

Os rendimentos dos Treasuries de dois anos, que acompanham expectativas para as taxas de juro de curto prazo nos EUA, ultrapassaram o patamar de 1% pela primeira vez desde fevereiro de 2020 nesta terça-feira. Taxas de empréstimo mais altas tendem a afetar os lucros futuros de empresas de tecnologia.

O setor de tecnologia europeu fechou em baixa em dez de 12 pregões até agora em 2022.

"Com o Fomc (comitê responsável pela política monetária do Fed) e o BoE (Banco da Inglaterra) já em modo de aperto, é difícil não ver o BCE mudando de rumo e direcionando a política monetária para o combate à inflação também, principalmente devido ao impacto da disparada dos preços da energia e à expectativa de que eles continuem em alta constante", disse Stuart Cole, macroeconomista chefe da Equiti Capital.

"Tivemos um bom começo de ano, mas essa euforia inicial diminuiu e as ações podem ter algumas semanas difíceis antes da reunião do Federal Reserve". O próximo encontro do Fed está marcado para os dias 25 e 26 de janeiro.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,63%, a 7.563,55 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,01%, a 15.772,56 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,94%, a 7.133,83 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,74%, a 27.483,28 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,65%, a 8.781,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,30%, a 5.618,04 pontos.