PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Wall St tem reversão e fecha em alta em rali no fim do pregão

24/01/2022 18h17

Por Stephen Culp

(Reuters) - Wall Street se recuperou de um forte movimento de vendas no final do pregão e fechou em alta nesta segunda-feira, com caçadores de pechinchas empurrando os índices para território positivo.

Mais cedo, o S&P 500 chegou perto de confirmar território de correção ao parecer encaminhado para encerrar a sessão em queda de mais de 10% em relação à sua máxima histórica mais recente, alcançada em 3 de janeiro, conforme investidores se concentravam em preocupações com um Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) cada vez mais "hawkish" (agressivo contra a inflação) e com tensões geopolíticas.

O S&P 500 recuperou 4,3 pontos percentuais da mínima da sessão para o nível de fechamento, a maior oscilação do tipo desde 26 de março de 2020, quando Wall Street se recuperava do tombo global causado pela pandemia de coronavírus.

Mais cedo, todos os índices estavam em queda de mais de 2%.

Essa reviravolta abrupta no final da sessão ocorre após o S&P 500 e o Nasdaq sofrerem suas maiores quedas percentuais semanais desde março de 2020, quando as paralisações para conter a pandemia levaram a economia a entrar em sua recessão mais acentuada e abrupta já registrada.

O Dow Jones subiu 0,29%, para 34.364,5 pontos. O S&P 500 ganhou 0,28%, para 4.410,13 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,63%, para 13.855,13 pontos.

Todos os 11 principais setores do S&P 500 passaram a maior parte do dia em território vermelho, mas no fechamento do mercado todos, exceto três, estavam no azul, com consumo discricionário registrando o maior ganho percentual.