PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ibovespa destoa de NY e sobe com apoio de bancos e Petrobras

25/01/2022 16h37

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira subia mais de 1% na tarde desta terça-feira, apesar de recuo desempenho misto das bolsas em Nova York, com investidores aguardando a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), na quarta-feira, e de olho em tensões geopolíticas.

Ações do setor financeiro e da Petrobras, -- diante de alta do petróleo -- impulsionavam o índice local, enquanto Suzano cedia do outro lado.

Às 16:21, o Ibovespa subia 1,94 %, a 110.033,28 pontos. O volume financeiro era de 21,3 bilhões de reais.

A alta do Ibovespa nesta terça-feira ocorre na sequência de duas quedas seguidas, mas está em linha com o desempenho do índice no ano, período em que sobe cerca de 4,8%, enquanto as principais referências acionários nos EUA estão no vermelho, com o Nasdaq Composite caindo quase 13%.

Agentes de mercado justificam o desempenho positivo do índice local nas últimas semanas citando a alta das commodities, que dão suporte às ações de empresas exportadoras; a composição do índice, que o torna menos suscetível a certos momentos de liquidação no exterior; e a queda da bolsa no ano passado, o que tornou alguns papéis atrativos.

Além disso, eles também têm destacado a entrada de capital estrangeiro na bolsa.

"Os setores de construção e educação sobem impactados pela entrada de fluxo estrangeiro", escreveu o time de analistas da Ativa em comentário nesta tarde, destacando o desempenho na sessão de JHSF, que subia 6,0% e de Yduqs, com alta de 5,9%.

Nos EUA, o S&P 500 e o Nasdaq recuavam 0,6% e 1,4%, respectivamente, ainda que já tenham reduzido parte das perdas, enquanto o Dow Jones operava próximo da estabilidade.

O mercado está ansioso pelo Fed na quarta-feira e não projeta, no geral, modificações na taxa de juros nesta reunião, mas estará atento a sinais de se ela subirá tão cedo quanto março.

Além disso, investidores mantinham no radar as tensões geopolíticas na Ucrânia, após a Rússia acumular tropas nas fronteiras com o país vizinho e ser acusada por outras nações de planejar uma invasão --o que Moscou nega.

Na cena doméstica, o dia é mais esvaziado, embora questões fiscais e política sigam monitoradas. Destaque para a divulgação de dados de arrecadação pelo governo federal, que mostraram alta real de 17,36% em 2021, a 1,879 trilhão de reais, disse a Receita Federal.

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

(Por Andre Romani)