PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Dólar tem pouca alteração ante real com investidores à espera do Fed

26/01/2022 09h14

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar oscilava entre estabilidade e leve queda ante o real nesta quarta-feira, com agentes do mercado de todo o mundo em modo de espera antes da decisão de política monetária do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, que será anunciada mais tarde no dia.

Às 10:10 (de Brasília), o dólar à vista recuava 0,27%, a 5,4209 reais na venda

Na B3, às 10:10 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,45%, a 5,4255 reais.

Esse comportamento estava em linha com as perdas moderadas do dólar frente a outras moedas de países emergentes, como rand sul-africano, peso mexicano e peso chileno. A divisa australiana, considerada "proxy" do apetite dos investidores por risco, também avançava contra o dólar norte-americano.

O índice da moeda dos Estados Unidos contra uma cesta de rivais fortes, no entanto, tinha leve alta de 0,1% nesta manhã.

"Hoje o centro das atenções será o Fed", disse à Reuters Alexandre Netto, chefe de câmbio da Acqua-Vero Investimentos.

Segundo o especialista, há fortes expectativas de que o banco central norte-americano sinalizará o início de um ciclo de aumento de juros a partir de março, com os mercados já precificando quatro altas nos custos dos empréstimos neste ano. Isso configuraria uma postura mais "hawkish", ou agressiva no combate à inflação elevada, do que o inicialmente previsto pelos mercados, disse Netto.

Isso é visto, no geral, como positivo para o dólar, já que juros mais altos na maior economia do mundo tenderiam a elevar o ingresso de recursos no mercado de renda fixa dos EUA.

Enquanto trabalhavam em modo de espera antes do comunicado de política monetária do Fed, que será divulgado às 16h (de Brasília), os investidores também monitoravam o noticiário em torno das tensões na Ucrânia, que têm potencial de "fazer preço em um movimento de aversão ao risco" ao longo da sessão, disse Netto.

No Brasil, dados desta manhã mostraram que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), considerado a prévia da inflação oficial, subiu 0,58% em janeiro, sobre alta de 0,78% no mês anterior. Pesquisa da Reuters com economistas estimava alta de 0,43% para o período.

O dólar fechou o último pregão em baixa de 1,29%, a 5,4357 reais na venda.

Com o desempenho desta manhã, a moeda norte-americana acumula baixa de cerca de 2,5% contra o real até agora em 2022. Em relatório desta quarta-feira, estrategistas do Citi afirmaram que uma melhora recente nos termos de troca do Brasil --impulsionada por commodities como minério de ferro e laranja-- tem colaborado para a performance positiva da divisa brasileira neste início de ano.

Nesta sessão, o Banco Central fará leilão de até 15 mil contratos de swap cambial tradicional para rolagem do vencimento de 1° de abril de 2022.