PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Guzmán, da Argentina, diz que acordo com FMI visa déficit de 0,9% até 2024

28/01/2022 11h28

BUENOS AIRES (Reuters) - O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, disse nesta sexta-feira que o acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para reestruturar o pagamento de dívida de cerca de 44,5 bilhões de dólares envolveria uma redução "gradual" do déficit fiscal do país para 0,9% do PIB até 2024.

O ministro da Economia disse que o acordo de "standby", ainda a ser confirmado pelo FMI e que precisará da aprovação do Congresso, não vai impactar o crescimento do país e verá uma redução gradual do financiamento do banco central ao Tesouro.

(Reportagem de Agustin Geist)