PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Orientação do Fed sobre juros após alta inicial pode permanecer nebulosa

28/01/2022 09h25

Por Howard Schneider

WASHINGTON (Reuters) - O Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, claramente telegrafou um aumento da taxa de juros em março ao fim de sua reunião desta semana, mas o ritmo pode permanecer nebuloso conforme as autoridades esperam para ver como a inflação, a pandemia de coronavírus e a economia em geral reagirão nos próximos meses.

Nesse ambiente, ex-autoridades do Fed disseram que pode ser difícil --e até imprudente-- para o Fed se vincular ao tipo de promessas voltadas para o futuro empregadas no passado de forma a comunicar seus planos. Palavras como "gradual" já foram usadas em declarações de política monetária do Fed para transmitir expectativas de aumentos de juros a cada trimestre.

Sem perspectivas claras sobre para onde os preços, a pandemia e a economia estão caminhando, "não vejo como eles podem dizer que serão 'pacientes' ou que serão 'graduais' ou que se moverão 'deliberadamente' ou qualquer palavra que você quiser, porque é muito fácil imaginar resultados em que os termos estarão errados quase imediatamente", disse William English, professor da Yale School of Management, que já dirigiu a Divisão de Assuntos Monetários do Fed, responsável pela elaboração de esboços de declarações de política monetária.

Isso pode colocar mais peso nas projeções econômicas e de política monetária trimestrais que as autoridades emitirão em sua reunião de 15 a 16 de março, de forma a fornecer indicar como acham que as principais variáveis econômicas estão evoluindo.

As projeções têm sido frequentemente criticadas como uma fonte de mal-entendidos --uma coleção de perspectivas individuais que podem ser interpretadas erroneamente como uma "previsão" ou "plano" do banco central e que podem ficar desatualizadas logo depois de publicadas.

Mas, num ambiente em que o Fed deve querer ser cauteloso em sua declaração de política oficial, essas projeções individuais podem fornecer o melhor senso de direção.

No comunicado que consolidará o aumento de juros de março, "eles não estarão dispostos a se comprometer com nada porque querem ser 'humildes' e 'ágeis'", disse Vincent Reinhart, economista-chefe da Dreyfus e Mellon, citando palavras que o chair do Fed, Jerome Powell, já usou para reconhecer que o Fed estava errado em suas previsões durante a pandemia e pode ter que mudar rapidamente a política monetária em resposta aos acontecimentos.

Sem orientação no comunicado de política monetária, "o gráfico de pontos será importante", disse Reinhart, ex-autoridade do Fed que já atuou como chefe de assuntos monetários e como economista do Comitê Federal de Mercado Aberto do Fed (Fomc, na sigla em inglês).

O gráfico de pontos mostra as projeções das autoridades para o nível apropriado da taxa básica de juros do Fed nos próximos anos, e é divulgado em quatro das oito reuniões do banco central a cada ano.