PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ao menos oito pessoas morrem em operação em favela da Vila Cruzeiro, no Rio

11/02/2022 12h11

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ao menos oito pessoas morreram durante uma operação policial na favela da Vila Cruzeiro, zona norte do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira, informou a polícia fluminense.

A operação, realizada na favela localizada no Complexo da Penha, contou com tropas da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A Polícia Federal contribuiu com ações de inteligência.

Segundo a polícia, o alvo principal da operação era um traficante da maior facção criminosa do Rio de Janeiro, que estaria escondido na região. Ele seria ligado à favela do Jacarezinho, que foi ocupada por forças de segurança no mês passado no âmbito de um novo programa do governo do Estado que busca levar serviços públicos às favelas e devolver à população território dominado por criminosos.

Os oito mortos, segundos as forças de segurança, eram “ soldados “do traficante Chico Bento e resistiram ao cerco à casa onde o traficante estearia escondido.

“Chegamos perto do local onde estava o alvo (Chico Bento); e se evadiu, mas temos certeza que vamos prendê-lo. Ainda sim consideremos a ação bem-sucedida por que não houve danos colaterais, não houve mortes de civis“, disse o comandante do Bope, tropa de elite da PM, Uirá Nascimento

“A localidade onde ele estaria estava cercada por barricadas; isso retarda a ação e deu chance dele escapar e em breve será capturado“, acrescentou.

Na comunidade, também morariam integrantes de uma quadrilha especializada no roubo de cargas, e eles estariam na mira dos agentes na operação.

A intensa troca de tiros impediu moradores de saírem de suas casas ou voltarem para suas residências. Unidades de Saúde e instituições de ensino próximas ao local do confronto tiveram que fechar as portas.

Os policiais apreenderam uma grande quantidade de fuzis, granadas e drogas --ao menos sete fuzis , quatro pistolas 14 granadas, munições e drogas. Veículos, motos e cargas roubadas também foram apreendidos.

“Esse poderio bélico mostra o resultado bem significativo e uma baixa expressiva ao crime organizado“, disse Marcos Aguiar, assessor da PRF.

Na semana passada, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o governo do Rio de Janeiro apresente em 90 dias um plano para reduzir a letalidade em operações polícias, especialmente em comunidades e favelas.

No começo deste mês, seis pessoas morreram em uma operação na Baixada Fluminense. No ano passado, 29 foram mortas em uma ação policial no Jacarezinho, na operação mais letal da historia da polícia fluminense.

“Não é fácil, é um desafio ser policial no Rio, é delicado, mas o Estado investe nisso com Câmeras corporais. Estamos finalizando um manual operacional que será apresentado em breve. Todas as necessidades do STF tem sido cumpridas“, disse o porta-voz da PM, tenente coronel Ivan Blaz.

A ação na Vila Cruzeiro não tem prazo para terminar.