PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

BCE se reúne com invasão da Ucrânia complicando trajetória para alta dos juros

24/02/2022 08h45

Por Francesco Canepa

FRANKFURT (Reuters) - Autoridades do Banco Central Europeu estão se reunindo nesta quinta-feira para o que pode se tornar um encontro de crise, já que a invasão da Ucrânia pela Rússia ameaça afetar o crescimento econômico na zona do euro e complicar a trajetória do BCE para sair de juros negativos.

O Conselho do BCE iria se reunir em Paris nesta quinta-feira para um "encontro informal", com o objetivo de preparar uma decisão em 10 de março sobre o provável fim do programa de compra de títulos e abrir caminho para a primeira alta de juros em mais de uma década para lidar com a inflação alta.

Mas a ação da Rússia mudou o cenário ao levantar a perspectiva de custos de energia mais altos, turbulência financeira e comércio mais baixo para a zona do euro, que depende do gás russo para atender a 40% de suas necessidades.

"Na minha opinião, terá um efeito inflacionário no curto prazo --ou seja, os preços vão subir devido aos custos mais altos da energia", disse à Reuters o membro do BCE Yannis Stournaras.

"Mas no médio a longo prazo acho que as consequências serão deflacionárias através de efeitos comerciais adversos e, claro, com a alta dos preços da energia."

Nenhuma decisão é esperada na reunião desta quinta-feira, que acontece antes de encontro dos ministros das Finanças da União Europeia na sexta.

(Reportagem adicional de Dhara Ranasinghe em Londres e Jan Strupczewski em Bruxelas)