PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Japão começará a trabalhar em pacote contra aumento dos custos de combustível e alimentos

28/03/2022 09h56

Por Kentaro Sugiyama e Kantaro Komiya

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro do Japão ordenará na terça-feira ao governo que monte um novo pacote de ajuda até o final de abril para amortecer o golpe econômico do aumento dos custos de combustíveis e alimentos, impulsionado pela crise na Ucrânia.

A ordem provavelmente intensificará o debate dentro do governo e da coalizão governista sobre a escala de gastos e a fonte de financiamento, com alguns parlamentares pedindo um pacote de cerca de 10 trilhões de ienes (80,61 bilhões de dólares).

"Precisamos responder com flexibilidade para combater o impacto na atividade corporativa e na vida das pessoas" do aumento dos preços das matérias-primas, impulsionado pela guerra na Ucrânia, disse o primeiro-ministro, Fumio Kishida, ao Parlamento na segunda-feira, ao anunciar o plano.

Kishida está sob pressão, inclusive de seu partido parceiro de coalizão, o Komeito, para compilar um orçamento extra, em vez de depender apenas de reservas para lidar com os gastos relacionados à pandemia.

Kishida ofereceu poucas pistas sobre se um orçamento extra seria considerado, dizendo que a prioridade era tirar dinheiro das reservas da Covid-19.

O aumento dos preços dos combustíveis e das matérias-primas desferiu um golpe adicional na economia do Japão, que ficou para trás em relação a outros países na recuperação sustentada do impacto da pandemia.