PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Wall St cai na sessão e S&P 500 marca maior queda trimestral em dois anos

31/03/2022 17h10

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - As ações dos Estados Unidos caíram nesta quinta-feira e fecharam o primeiro trimestre de 2022 com o maior declínio trimestral em dois anos, conforme persistiam preocupações com o conflito na Ucrânia, seu efeito inflacionário e a resposta do banco central dos Estados Unidos à alta dos preços.

O índice S&P 500 fechou em queda de 1,57%, a 4.530,41 pontos. O Dow Jones caiu 1,56%, a 34.678,35 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuou 1,54%, a 14.220,52 pontos.

Embora o índice S&P 500 tenha sofrido o pior trimestre desde que a pandemia do Covid-19 estava com força total nos EUA em 2020, os papéis tiveram certa recuperação em março. No trimestre, o S&P 500 caiu 4,9%, o índice Dow Jones perdeu 4,6% e o índice de tecnologia Nasdaq recuou 9,1%. Mas no mês, o S&P 500 subiu 3,6%, o Dow Jones ganhou 2,3% e o Nasdaq avançou 3,4%. Todos os 11 principais setores do S&P tiveram queda no pregão, com finanças e serviços de comunicação entre os mais fracos. Energia, facilmente o setor com melhor desempenho até agora este ano, com um ganho de cerca de 38%, recuou com a queda dos preços do petróleo após o anúncio do presidente norte-americano, Joe Biden, de que os EUA estudam uma liberação recorde de barris da reserva emergencial da commodity do país.

Já a Opep+ manteve seu acordo de produção existente. O setor garantiu sua maior alta trimestral já registrada com o avanço.