PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Trabalhadores da Panasonic no México elegem sindicato independente, derrotando principal grupo trabalhista

23/04/2022 15h42

Por Daina Beth Solomon

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Trabalhadores de uma fábrica de autopeças da Panasonic no norte do México elegeram um sindicato independente nesta semana, marcando mais uma derrota para uma das maiores organizações trabalhistas do país, enquanto o México busca fortalecer os direitos dos trabalhadores de acordo com um novo acordo comercial.

O Sindicato SNITIS, que surgiu da insatisfação dos trabalhadores com os grupos trabalhistas tradicionais no estado de Tamaulipas, no norte do país, ganhou 75% dos votos em uma eleição de dois dias em que 2.150 pessoas puderam votar, disse o centro federal de trabalhadores do México no final da sexta-feira.

O grupo concorrente, SIAMARM, que faz parte da Confederação dos Trabalhadores Mexicanos (CTM), de 86 anos, ganhou 25% na fábrica de sistemas de áudio e display para carros, principalmente para os mercados dos EUA e Canadá.

Os trabalhadores também votaram recentemente contra a CTM na General Motors, no estado central de Guanajuato, e numa fábrica de autopeças Tridonex, em Tamaulipas, ambos locais que enfrentaram o escrutínio dos EUA por possíveis abusos dos direitos dos trabalhadores sob o Acordo Estados Unidos-México-Canadá.

"Isso foi impressionante, como o resultado na Tridonex, e esperamos que seja da mesma forma em todas as fábricas que continuam a ingressar nesta nova era de sindicalismo independente", disse a fundadora do SNITIS, Susana Prieto, em um vídeo nas redes sociais após os resultados da votação da Panasonic.