PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Ibovespa recua com ações de commodities e BCs em foco

02/05/2022 12h02

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa brasileira caía mais de 1% nesta segunda-feira, mesmo em meio a avanço firme das ações em Nova York. A semana terá aguardadas decisões de política monetária nos Estados Unidos e no Brasil.

Vale e Petrobras eram as principais responsáveis pela queda do índice, enquanto Suzano e GPA avançavam.

Às 11:48 (de Brasília), o Ibovespa caía 1,43%, a 106.329,92 pontos. O volume financeiro era de 7,4 bilhões de reais.

Lucas Monteiro, operador de multimercados da Quantitas, disse que notícias negativas sobre a economia chinesa explicam "na margem" a abertura negativa do índice, mas acredita que movimento do Ibovespa "está parecendo muito mais uma briga técnica em torno da região dos 108 mil, 109 mil pontos".

Monteiro projeta sessão de volatilidade elevada, "assim como foi na sexta-feira", e afirmou que ainda não é possível definir uma direção para o dia.

Os mercados aguardam a reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed), o banco central norte-americano, na quarta-feira. A expectativa majoritária é de elevação dos juros em 0,5 ponto percentual. No mesmo dia, no Brasil, o Banco Central deve aumentar a Selic em 1 ponto percentual. Nos dois casos, há expectativa pelas comunicações dos BCs sobre seus respectivos próximos passos.

A pesquisa semanal Focus, do BC, mostrou nesta manhã piora nas perspectivas dos economistas para inflação em 2022 e 2023, enquanto a projeção de Selic se manteve em 13,25% no final deste ano, mas subiu de 9% para 9,25% ao ano no encerramento do próximo ano.

O noticiário fiscal também voltou ao radar com a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro e aliados proporem a retirada de um Auxílio Brasil permanente do teto de gastos em 2023, segundo o jornal O Estado de S.Paulo.

Entre os dados econômicos, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), subiu em fevereiro menos do que o esperado pelo mercado.

No exterior, os principais índices em Wall Street subiam entre 0,5% e 0,9%, em meio à sessão volátil.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN caía 1% e ON recuava 1,2%, diante de queda superior a 2% dos contratos tipo Brent de petróleo com preocupações de fraco crescimento econômico na China após atividade fabril no país reduzir ao menor patamar desde fevereiro de 2020. Lockdowns no país vêm afetando a perspectiva econômica de todo o globo e pesando sobre as commodities, dado o papel importante da China na compra de matérias-prima. PETRORIO ON perdia 3,4%, enquanto 3R PETROLEUM ON cedia 1,5%.

- VALE ON perdia 1,4%, enquanto siderúrgicas operavam sem direção comum. Bolsas com negociações de importantes commodities metálicas incluindo Xangai, Cingapura, Londres e Dalian estão fechadas para feriados.

- GPA ON disparava 5,5%. O jornal O Globo publicou que o empresário Abilio Diniz está em negociações iniciais com o grupo Casino , maior acionista da companhia, sobre o GPA.

- AZUL PN se desvalorizava em 5,5%, GOL PN apontava decréscimo de 5,3% e CVC BRASIL ON tinha baixa de 3,5%.

- BRASKEM PNA caía 0,4%, após dados operacionais do primeiro trimestre apontarem, em geral, elevação da utilização da capacidade das centrais da petroquímica. As vendas de resinas subiram na comparação trimestral no Brasil, mas cederam na base anual. Além disso, após O Globo dizer que a J&F fez uma proposta de aquisição da companhia, Petrobras e Novonor, as maiores acionistas da Braskem, disseram desconhecer negociações com a J&F e voltou a afirmar que não houve avanços na venda das fatias de controle da empresa, respectivamente.

- ITAÚ UNIBANCO PN tinha queda de 0,2%, em sessão sem direção única para os grandes bancos. A instituição informou na sexta-feira a compra de cerca de 11,4% da XP por 8 bilhões de reais, um negócio que já era previsto. XP desvalorizava-se 2,8% em Nova York.

- TELEFÔNICA BRASIL ON tinha queda de 2,2% após analistas do JPMorgan retomarem a cobertura da ação com recomendação "underweight", enquanto a rival TIM foi reiniciada como "overweight". TIM ON perdia 0,2%.

- LOCALIZA ON tinha baixa de 1,9%, antes de divulgar balanço financeiro do primeiro trimestre, esperado para após o fechamento do mercado. A ação operava ex-dividendo nesta segunda-feira.

(Edição Alberto Alerigi Jr.)