PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Anfavea vê crescimento gradual de vendas de veículos, mantém expectativas para 2022

10/05/2022 11h04

SÃO PAULO (Reuters) -A produção e licenciamento de veículos do Brasil em abril tiveram leve alta sobre março, no que foi considerado pela entidade que representa montadoras do país, Anfavea, como um sinal positivo de possível início de retomada do setor ao longo dos próximos meses.

A produção teve alta de 0,4% ante abril, para 185,4 mil carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, e as vendas subiram 0,3%, para 147,2 mil unidades, segundo os dados da entidade. Na comparação com abril de 2021, a produção do mês passado caiu 2,9% e os licenciamentos recuaram 15,9%.

Mas o novo presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite, afirmou em apresentação a jornalistas que o desempenho do setor no mês passado e no início de maio são positivos.

"Não tenho dúvida sobre o crescimento do mercado brasileiro neste ano, com produção maior, se a tendência de melhora" iniciada em abril continuar nos próximos meses, afirmou Leite.

Segundo dados da Anfavea, a média de venda por dia útil nos primeiros dias de maio até a segunda-feira foi de 8,4 mil veículos, cerca de 10% acima do registrado em abril, que por sua vez já foi 11,5% maior que março.

No ano passado, a média diária de vendas em maio foi de 9 mil veículos, ante 8,8 mil em abril e 8,2 mil em março, de acordo com a entidade. A média diária do ano foi de 8,4 mil unidades.

O setor sofre há meses com falta de peças e componentes eletrônicos, que tem obrigado empresas como Volkswagen a conceder férias coletivas em fábricas para ajuste na produção. No entanto, nesta terça-feira Leite citou uma série de investimentos sendo realizados no setor de semicondutores ao redor do mundo e expectativa de que a escassez de insumos possa se reverter a partir de meados do ano.

Apesar dos problemas no fornecimento de componentes, o setor exportou 15,2% mais veículos em abril ante março e um volume 32,3% maior em relação ao mesmo mês de 2021, cerca de 44,8 mil veículos. Segundo a Anfavea, os mercados de destaque para as exportações brasileiras de veículos foram Chile e Colômbia.

O estoque de veículos à espera de comprador no Brasil em abril somava 128,9 mil unidades ante 125,5 mil em março.

A entidade manteve suas projeções divulgadas no início do ano. A expectativa do setor para este ano é de crescimento de 9,4% na produção, para 2,46 milhões de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus, e de avanço de 8,5% nos licenciamentos, para 2,3 milhões de unidades. A previsão para exportações é de alta de 3,6%, para 390 mil unidades, longe do pico de cerca de 630 mil atingido em 2018.

(Por Alberto Alerigi Jr.; edição de André Romani)