PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Minério de ferro sobe em Dalian por otimismo com demanda chinesa

17/05/2022 08h15

Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) - Os contratos futuros de minério de ferro e outros insumos siderúrgicos subiram nesta terça-feira nas bolsas da China, à medida que esperanças de uma melhora na demanda aumentaram o otimismo de que os lockdowns contra a Covid-19 vão abrandar ainda mais.

No entanto, traders ainda mantêm suas expectativas otimistas sob controle.

O contrato de minério de ferro mais negociado para setembro na bolsa de commodities de Dalian encerrou as negociações diurnas em alta de 0,9%, a 829 iuanes (122,62 dólares) a tonelada, depois de atingir mais cedo o maior nível desde 6 de maio, a 849 iuanes.

Xangai, que estabeleceu planos para encerrar um doloroso lockdown que prejudicou a economia da China, alcançou nesta terça-feira um marco de três dias consecutivos sem novos casos fora das zonas de quarentena.

"O rápido declínio de novas infecções é... digno de nota - mas, dadas as preocupações com os baixos níveis de imunidade natural e vacinas menos eficazes, o risco é que o relaxamento das restrições possa levar a outra onda na China", disseram analistas do J.P. Morgan em um relatório.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato de junho mais ativo do minério de ferro caiu 1%, para 128,65 dólares a tonelada.

Taxas robustas de utilização da capacidade de alto-forno e saídas diárias dos portos do país indicam que a demanda de minério de ferro da China não entrou em colapso apesar dos rigorosos lockdowns.

A redução dos estoques portuários de minério de ferro e os dados mais recentes mostrando queda nos embarques dos principais fornecedores Austrália e Brasil também deram suporte aos preços, disseram analistas.

Os estoques de minério de ferro nos portos chineses ficaram em 141,75 milhões de toneladas, em 13 de maio, o menor desde outubro, segundo dados da consultoria SteelHome.

O preço spot de referência do minério de ferro com teor de 62% atingiu 127,50 dólares a tonelada nesta terça-feira, abaixo dos 129,50 dólares de segunda-feira, segundo dados da SteelHome.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)