PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Preços do petróleo caem 2% com expectativa de oferta da Venezuela e comentários de Powell

17/05/2022 18h53

Por Stephanie Kelly

NOVA YORK (Reuters) - Os preços do petróleo caíram 2% nesta terça-feira, após máximas de sete semanas atingidas no início da sessão, com notícia publicada pela Reuters de que os Estados Unidos poderiam aliviar algumas restrições ao governo da Venezuela, aumentando as esperanças de que o mercado possa ver ofertas adicionais.

Os preços também caíram depois que o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, alertou que a economia norte-americana poderia ser prejudicada por tentativas de reduzir a inflação.

"Alguns desses comentários moderaram o entusiasmo de compra do lado do petróleo", disse Phil Flynn, analista do Price Futures Group.

Pela primeira vez desde maio de 2020, o benchmark internacional Brent ficou abaixo do petróleo dos EUA (WTI). Refinarias em todo o mundo lutam para encontrar fontes alternativas de energia desde a invasão da Ucrânia pela Rússia. As reservas norte-americanas estão caindo e isso elevou o preço dos petróleos baseados nos EUA, disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associates em Houston.

O petróleo Brent caiu 2,31 dólares, ou 2%, para fechar a 111,93 dólares o barril e o WTI recuou 1,8 dólar, ou 1,6%, a 112,40 dólares o barril.

O governo do presidente dos EUA, Joe Biden, autorizará a petrolífera norte-americana Chevron a negociar com o governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, já na terça-feira, informou a Reuters citando fontes. Ainda não há uma decisão final dos EUA sobre a renovação da atual licença limitada da Chevron para operar na Venezuela, disse a fonte na condição de anonimato.

(Reportagem adicional de Alex Lawler em Londres, Isabel Kua em Cingapura e Yuka Obayashi em Tóquio)