PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

iShares, da BlackRock, fechará fundos MSCI Rússia e Leste Europeu devido à guerra

20/05/2022 12h10

Por Carolyn Cohn

LONDRES (Reuters) - A iShares vai fechar seus fundos negociados em bolsa MSCI Rússia e MSCI Leste Europeu, disse a BlackRock nesta sexta-feira, juntando-se a vários outras gestoras de ativos que encerraram negócios na região por causa da guerra na Ucrânia.

A BlackRock já havia suspendido os fundos no início de março, logo após a invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro.

"Devido à invasão da Ucrânia pela Rússia, as condições normais de negociação do mercado permaneceram materialmente prejudicadas e uma parcela significativa dos títulos russos ainda não é negociável para investidores estrangeiros não russos", disse a BlackRock em comunicado.

A BlackRock disse acreditar que está agindo de acordo com o interesse dos acionistas ao anunciar o fechamento. A empresa disse que os títulos russos permanecerão nos fundos "até o momento em que for possível, praticável e apropriado, na opinião do gestor, liquidar cada uma das posições de maneira ordenada e gerenciada".

O fundo MSCI Rússia tinha 18 milhões de dólares sob gestão e o fundo MSCI Leste Europeu tinha 108 milhões de dólares, segundo dados da BlackRock.

Dois outros fundos da BlackRock com exposição à Rússia permanecem suspensos, mas não foram fechados, disse um porta-voz da BlackRock.

Um total de 6 bilhões de dólares em ativos sob gestão foi congelado em fundos russos ou de mercados emergentes com exposição à Rússia desde a invasão, mostram dados da Morningstar.

Os gestores de ativos suspendem os fundos para garantir que os clientes sejam tratados de forma justa e que não haja debandada para as saídas. Mas alguns fundos estão fechando de forma definitiva devido à falta de liquidez causada pela guerra e sanções disparadas pelo Ocidente contra a Rússia.

Os fundos BlackRock iShares estão listados em Londres e outras bolsas europeias. A iShares disse separadamente que retirará os fundos da Bolsa de Valores de Londres por volta de 22 de junho.