PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Wall St recua com pressão de ações de crescimento em meio a alta de rendimentos dos títulos

09/06/2022 10h40

Por Devik Jain e Mehnaz Yasmin

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street caíam em negociações instáveis nesta quinta-feira, com os papéis de tecnologia e crescimento lutando por direção diante do aumento dos rendimentos dos títulos, enquanto o apetite por risco estava mais fraco devido a preocupações com o salto da inflação e dos juros.

Nove dos 11 principais setores do S&P 500 caíam nas negociações desta manhã, com as ações de energia e materiais liderando as perdas. Os produtos básicos de consumo, considerados setor defensivo, apresentavam os maiores ganhos, com alta de 0,5%.

Apple Inc e Amazon.com caíam 1%, prejudicando os índices S&P 500 e Nasdaq. O Bank of America perdia 1,7%, enquanto o índice de bancos mais amplo cedia 1,2%.

As ações de crescimento, sensíveis aos juros, ficavam sob pressão do rendimento do Treasury de dez anos, que chegou a subir para 3,07%, nível mais alto desde 11 de maio.

As preocupações com a inflação vinham à tona antes da divulgação, na sexta-feira, do relatório do índice de preços ao consumidor dos EUA, enquanto o barril do petróleo Brent foi acima de 123 dólares.

Investidores temem que uma leitura aquecida de inflação possa manter o Federal Reserve a caminho de aumentar os juros agressivamente, num cenário de volatilidade no mercado de ações, gastos fortes do consumidor e aperto no mercado de trabalho.

"Não veremos o mercado desfrutar de uma recuperação robusta até que haja uma sensação de que as pressões inflacionárias estão diminuindo, pois isso sugerirá que o Fed tem se movido na direção certa e que o enfraquecimento da economia não foi drástico", disse Quincy Krosby, estrategista-chefe de ações da LPL Financial.

Às 12:02 (de Brasília), o índice S&P 500 perdia 0,37%, a 4.100,46 pontos, enquanto o Dow Jones caía 0,54%, a 32.734,06 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,22%, a 12.059,77 pontos.