PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ibovespa recua 2% com inflação mais forte nos EUA; Eletrobras cede após oferta

10/06/2022 11h51

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista mantinha o viés negativo nesta sexta-feira, após um dado de preços acima do esperado nos Estados Unidos corroborar apostas de que o Federal Reserve pode manter o ritmo de aperto monetário até setembro para combater a inflação.

O destaque da sessão fica com as ações da Eletrobras, que figuram entre as maiores quedas após a precificação da oferta de privatização da maior empresa de geração e transmissão de energia da América Latina.

Às 11:29, o Ibovespa caía 1,96%, a 104.999,88 pontos, engatando o sexto pregão seguido de perdas. O volume financeiro somava 8,1 bilhões de reais. Na semana, até o momento, o Ibovespa acumula queda de 5,5%.

O Departamento do Trabalho dos EUA divulgou nesta sexta-feira que o índice de preços ao consumidor (CPI) subiu 1,0% no mês passado, após avanço de 0,3% em abril, superando previsões no mercado que apontavam uma alta de 0,7%.

"Número altíssimo. Padrão brasileiro... O grande risco para o mercado é exatamente esse: a inflação surpreender ainda mais negativamente e os BCs serem obrigados a acelerar a alta de juros", vê o gestor Alexandre Póvoa, da Meta Asset Management.

"Os mercados sofrerão enquanto esse processo de ajuste não ficar definido", acrescentou em comentário a clientes.

Para o sócio e economista-chefe do Modal, Felipe Sichel, o resultado do CPI "mostra um cenário complicado para a convergência da inflação". Ele estima pelo menos mais três altas de 0,5 ponto nos EUA, seguidas de aumentos de 0,25 pontos.

Desde março, o Fed já elevou a taxa básica em 0,75 ponto percentual e a expectativa antes dos dados do CPI era de que ele promovesse pelo menos mais um aumento de 0,50 ponto na próxima semana e elevasse novamente em 0,5 ponto em julho.

Na visão do analista Sidney Lima, da casa de análise Top Gain, juros mais elevados nos EUA podem afetar fluxo de recursos externos para as ações brasileiras, uma vez que a renda fixa da principal economia do mundo fica mais atrativa.

"O mercado já estava sensível (esperando uma alta na inflação nos EUA) e o número veio ainda pior", acrescentou.

DESTAQUES

- ELETROBRAS ON perdia 4,4%, após a companhia precificar sua oferta de ações para privatização a 42 reais por papel, na segunda maior operação do tipo do mundo este ano, e a maior oferta de ações em 12 anos no Brasil, desde a capitalização da Petrobras em 2010.

- BANCO INTER UNIT caía 4,9%, tendo tocado uma mínima intradia em quatro anos, mostrando o pior desempenho entre bancos no Ibovespa. BRADESCO PN recuava 1,8% e ITAÚ UNIBANCO PN cedia 2,15%.

- VALE ON mostrava declínio de 1,4%, tendo de pano de fundo nova queda dos preços do minério de ferro na Ásia, em meio a preocupações renovadas com a demanda pelo produto na China, onde novos alertas de Covid-19 ameaçam atrapalhar a reabertura da economia.

- PETROBRAS PN caía 1,9%, em sessão com declínio modesto dos preços do petróleo no exterior. A companhia disse que foi intimada por decisão liminar do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro que determina a paralisação do processo de venda do Polo Bahia Terra.

- MARFRIG ON tinha acréscimo de 0,3%, uma das poucas ações do Ibovespa no azul, ensaiando o segundo dia de recuperação após cair nos quarto pregões anteriores, acumulando no período um declínio de 6,56%.