PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ações de Hong Kong têm maior queda em 5 semanas com inflação nos EUA e preocupações com Covid

13/06/2022 07h33

XANGAI (Reuters) - As ações da China caíram nesta segunda-feira e o mercado de Hong Kong registrou o maior declínio intradiário desde 6 de maio, já que a incerteza em relação à Covid-19 desencadeou preocupações de lockdowns, enquanto a inflação nos Estados Unidos levantou preocupações quanto ao aperto da política monetária.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, fechou em queda de 1,17%, enquanto o índice de Xangai recuou 0,89%.

O índice de Hong Kong Hang Seng caiu 3,39%, enquanto o China Enterprises Index perdeu 3,5%.

Autoridades em Pequim correram nesta segunda-feira para conter um surto de Covid, com milhões enfrentando testes obrigatórios e milhares sob lockdowns direcionados, enquanto Xangai completou testes em massa para a maioria de seus 25 milhões de residentes no fim de semana.

Os mercados acionários globais caíram depois que o índice de preços ao consumidor nos EUA registrou alta de 8,6% no mês passado, o maior aumento anual desde dezembro de 1981.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 3,01%, a 26.987 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 3,39%, a 21.067 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,89%, a 3.255 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,17%, a 4.189 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 3,52%, a 2.504 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 2,36%, a 16.070 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,33%, a 3.139 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 permaneceu fechado.