PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ações europeias recuam com dados fracos de atividade empresarial

23/06/2022 13h44

Por Sruthi Shankar e Susan Mathew

(Reuters) - As ações europeias atingiram mínimas em mais de um ano nesta quinta-feira uma vez que a desaceleração da atividade empresarial da zona do euro aumentou as preocupações com o crescimento, enquanto o índice alemão caiu 1,8% depois que o país emitiu acionou o "estágio de alarme" de seu plano de emergência de gás.

O índice STOXX 600 caiu 0,8%, com os bancos da zona do euro recuando 4,5%. Os rendimentos dos títulos da zona do euro também caíram, assim como o euro.

O DAX alemão recuou para mínimas em mais de três meses uma vez que a queda da oferta russa provocou o movimento nesta quinta-feira - a mais recente escalada em um impasse entre a Europa e Moscou desde a invasão russa da Ucrânia que expôs a dependência do bloco da oferta de gás russo.

Uma pesquisa da S&P Global mostrou que o crescimento dos negócios da zona do euro desacelerou significativamente este mês, e muito mais do que o esperado, já que os consumidores preocupados com o aumento das contas optaram por ficar em casa e adiar as compras para economizar dinheiro.

"Havia esta expectativa de que os serviços ainda estariam indo bem. O PMI jogou água fria sobre essa crença", disse Andrea Cicione, chefe de estratégia da TS Lombard.

Outros setores economicamente sensíveis, incluindo fabricantes de automóveis, de mineração e de petróleo e gás, caíram entre 2% e 3,6%.

Os setores de saúde e de serviços públicos e alguns nomes de luxo foram os únicos que ganharam nesta quinta-feira

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,97%, a 7.020,45 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,76%, a 12.912,59 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,56%, a 5.883,33 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,80%, a 21.615,00 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,48%, a 8.106,40 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 ficou estável, a 5.921,51 pontos.