PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Ibovespa avança e ronda 102 mil pontos com apoio externo

28/06/2022 11h03

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa engatava a terceira alta seguida nesta terça-feira, favorecido pelo avanço de bolsas no exterior e alta de commodities como o petróleo e o minério de ferro, com as ações do GPA capitaneando os ganhos.

A decisão da China de flexibilizar alguns requisitos de quarentena contra a Covid-19 corroborava o viés positivo nos mercados no exterior, uma vez que apoia esperanças de retomada do crescimento global.

Às 10:54, o Ibovespa subia 1,22%, a 101.993,30 pontos. Na máxima até o momento, chegou a 102.237,09 pontos. O volume financeiro somava 3,75 bilhões de reais.

A China reduziu pela metade o tempo de quarentena para viajantes que chegam ao país, restrição que dificultava viagens dentro e fora do país desde 2020 e desacelerava a atividade econômica.

Pequim e Xangai também não relataram novas infecções locais de Covid-19 nesta terça-feira. Essa é a primeira vez que as duas cidades não registram casos simultaneamente desde o final de fevereiro.

Em Wall Street, o S&P 500 subia 1%.

"A decisão do governo chinês de relaxar as regras de quarentena, inclusive para estrangeiros, seguiu trazendo alívio à aversão ao risco", avaliou a equipe do departamento de economia do Bradesco, em nota a clientes.

Eles ponderaram, contudo, que preocupações com as persistentes pressões inflacionárias e com os impactos sobre a atividade econômica, por conta da postura mais rígida dos bancos centrais, seguem limitando a recuperação dos mercados.

DESTAQUES

- VALE ON avançava 1,7%, uma vez que o preço do minério de ferro atingiu uma máxima de uma semana nesta terça-feira. Os preços de outros insumos e produtos siderúrgicos também subiram.

- PETROBRAS PN subia 2,3%, tendo ainda no radar que reiniciou os processos de venda de refinarias em Pernambuco, Paraná e Rio Grande do Sul, assim como os ativos logísticos integrados a elas.

- GPA ON ganhava 4,6%. Analistas do Itaú BBA retomaram a cobertura do papel com recomendação "outperform" e preço-alvo de 32 reais, segundo relatório a clientes no final da segunda-feira, enxergando uma relação risco/retorno positiva.

- BB SEGURIDADE ON valorizava-se 2,85%, um dia após anunciar que destinará 80% do lucro do primeiro semestre para dividendos. O Itaú BBA também elevou a recomendação dos papéis para "outperform", com preço-alvo de 32 reais.

- CVC BRASIL ON subia 1%, após seis quedas seguidas, quando perdeu quase 16%. A alta segue o avanço de ações ligadas a viagens no exterior, após as notícias da China. AZUL PN ganhava 2,8% e GOL PN, 1,6%.

- IRB BRASIL RE ON perdia 1,7%, na quinta sessão consecutiva no vermelho, desde que reportou prejuízo no mês de abril, o que trouxe preocupações sobre uma eventual necessidade de aumento de capital pela resseguradora.