PUBLICIDADE
IPCA
0,67 Jun.2022
Topo

Inflação do Japão permanece acima da meta do BC pelo 3º mês em junho

22/07/2022 07h31

Por Daniel Leussink

TÓQUIO (Reuters) - O núcleo da inflação ao consumidor no Japão permaneceu acima da meta de 2% do banco central pelo terceiro mês consecutivo em junho, já que a economia enfrenta a pressão dos altos preços globais das matérias-primas que fizeram subir o custo das importações do país.

O aumento dos preços ao consumidor desafia a visão do Banco do Japão de que as recentes altas na terceira maior economia do mundo continuarão a ser temporárias, mesmo com as famílias se preocupando com custos de vida mais altos.

O núcleo do índice nacional de preços ao consumidor, que exclui os custos voláteis dos alimentos frescos mas inclui os da energia, subiu 2,2% em junho em relação ao ano anterior, mostraram os dados do governo.

Os dados, em linha com a expectativa do mercado, significam que a inflação ficou acima da meta de 2% do banco central pelo terceiro mês consecutivo, após altas de 2,1% em maio e abril.

Os orçamentos das famílias, especialmente entre as pessoas de baixa renda, enfrentaram a pressão dos preços mais altos dos alimentos que provavelmente esfriam o apetite por gastos pós-pandemia, disse Takeshi Minami, economista-chefe do Instituto de Pesquisa Norinchukin.

"A recuperação será bastante lenta", acrescentou Minami. "O impulso deveria ter sido forte se nada tivesse acontecido, mas o impacto dos aumentos de preços e uma sétima onda de Covid-19 a está suprimindo consideravelmente."