PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Opep+ pode ter que aumentar produção para mercado não superaquecer, diz Cazaquistão

03/08/2022 08h21

Por Maha El Dahan e Ahmad Ghaddar

NUR-SULTAN/LONDRES (Reuters) - A Opep+ pode ter que elevar a produção de petróleo para evitar o superaquecimento do mercado, disse o Cazaquistão, membro do grupo de produtores de petróleo.

A aliança se reúne nesta quarta-feira em meio à pressão dos EUA para adicionar barris ao mercado, e enquanto a maioria de seus membros já esgotou o potencial de produção.

"Sempre dissemos que a faixa de preços preferida é de 60-80 dólares por barril. Hoje o preço é de 100 dólares. Portanto, podemos ter que aumentar a produção para evitar superaquecimento", disse o ministro de Energia do Cazaquistão, Bolat Akchulakov, a repórteres.

O mercado espera em grande parte que a Opep+ mantenha a produção estável ou opte por um ligeiro aumento.

Três fontes da Opep+ disseram na quarta-feira que ainda viam poucas chances de uma mudança na política de produção ao comentar a declaração do ministro cazaque.

Os EUA pressionaram Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, líderes da Opep, a bombear mais petróleo para ajudar a conter os preços impulsionados pela recuperação da demanda e pela invasão da Ucrânia por Moscou.

A Opep tem aumentado a produção de acordo com suas metas em cerca de 430.000-650.000 barris por dia por mês nos últimos meses. O grupo recusou a mudar sua orientação para maiores aumentos de produção.

Fontes do grupo citaram a falta de capacidade ociosa entre os membros para adicionar mais barris, bem como a necessidade de maior cooperação com a Rússia como parte da Opep+.

(Com reportagem adicional de Alex Lawler, Tamara Vaal e Mariya Gordeyeva)