IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Ibovespa fecha em alta com endosso de Petrobras após dividendos

11/05/2023 17h26

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta quinta-feira, com as ações da Petrobras avançando mais de 3,7% após a petrolífera anunciar dividendos de 24,7 bilhões de reais, enquanto Vale pressionou negativamente em razão de preocupações com a China.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 0,75%, a 108.256,40 pontos, completando uma sequência de seis altas, que se iguala à serie de ganhos de 4 a 11 de janeiro. Na mínima, caiu a 106.419,28 pontos. O volume financeiro totalizou 26,5 bilhões de reais.

De acordo com Lucas Martins, especialista em alocação da Blue3 Investimentos, a correção no começo do dia refletiu questões externas, como dados de inflação na China corroborando um quadro não tão positivo sobre a recuperação daquela economia.

Ao mesmo tempo, acrescentou, nos Estados Unidos a crise envolvendo bancos regionais parece ainda não ter acabado e há incertezas do ponto de vista macroeconômico, sem um consenso ainda sobre o fim do ciclo de aperto monetário.

Para Martins, a reação de Petrobras foi relevante para a melhora do Ibovespa, mas ele também chamou a atenção para o novo alívio na curva futura de juros no Brasil, que ajudou ações de setores como varejo, consumo, constrição civil, entre outros.

Ele afirmou que o desempenho só não foi melhor justamente pelo declínio de papéis de mineração e siderurgia, afetados pelas perspectivas com a economia global.

Em Wall Street, o S&P 500 fechou em baixa de 0,17%, enfraquecido pelo declínio das ações da Walt Disney Co., após dados sobre assinantes, e quedas nas ações de bancos regionais e de energia.

No Brasil, a apresentação do parecer do novo marco fiscal pelo relator do projeto, deputado Cláudio Cajado (PP-BA), prevista para esta quinta-feira, ficou para a próxima semana, segundo divulgou a assessoria do parlamentar.

Segundo uma fonte que acompanha as negociações, a entrega do texto depende da autorização do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que pretende fazer um pente-fino na proposta e finalizar consultas a líderes partidários para ter segurança de que a nova regra fiscal será aprovada pelos deputados.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN avançou 3,67%, a 25,43 reais, após divulgar que o conselho de administração aprovou dividendos de 1,893577 real por ação ordinária e preferencial em circulação, como antecipação relativa ao exercício de 2023, o que totaliza 24,7 bilhões de reais, conforme cálculos da Reuters. A companhia ainda divulga nesta quinta seu balanço do primeiro trimestre.

- VALE ON recuou 1,95%, a 68,01 reais, em sessão negativa para o setor de mineração e siderurgia como um todo, conforme os futuros do minério de ferro recuaram nesta quinta-feira na Ásia, refletindo ceticismo sobre a recuperação da demanda na China. CSN MINERAÇÃO ON caiu 3,53%, a 4,37 reais.

- ITAÚ UNIBANCO PN subiu 0,97%, a 27,16 reais, enquanto BRADESCO PN ganhou 1,32%, a 15,4 reais, reforçando mais uma alta do Ibovespa.

- COPEL PNB encerrou com declínio de 1,01%, a 7,87 reais, após resultado trimestral, que mostrou queda de 5,1% no lucro líquido nos primeiros três meses do ano, para 635,5 milhões de reais. A Copel manteve a previsão de oferta de ações em outubro, mas ainda não decidiu se a operação envolverá uma emissão primária.

- YDUQS ON saltou 8,08%, a 8,08 reais, mantendo o sinal da véspera, quando disparou após resultado trimestre e projeções consideradas otimistas. No setor, COGNA ON, que divulga seu desempenho após o fechamento nesta quinta-feira, subiu 2,61%, a 2,36 reais.

- BRF ON ganhou 6,09%, a 7,49 reais, ampliando o ganho em maio para mais de 18%, em meio à queda dos preços do milho no Brasil para mínimas em quase três anos. O milho é principal matéria-prima da ração e juntamente com a soja responde por cerca de 70% do custo de produção do frango.

- AZUL PN valorizou-se 5,53%, a 12,97 reais, após divulgar crescimento de 6,7% na demanda por seus voos em abril na comparação com o mesmo período no ano anterior, enquanto a oferta aumentou 8%.

- ALPARGATAS PN recuou 3,43%, a 9,01 reais, devolvendo parte da alta acumulada em maio até a véspera, de quase 26%. No setor, LOJAS RENNER ON também teve um dia de ajustes, fechando em baixa de 3,31%, a 16,92 reais, após acumular até a quarta-feira ganho de mais de 10% no mês.