IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Exportação de soja do Brasil reduz ritmo, mas pode ser a maior do ano em maio

22/05/2023 15h22

SÃO PAULO (Reuters) - A exportação de soja do Brasil atingiu média diária de 695,8 mil toneladas até terceira semana de maio, ritmo menor que o visto até o final da primeira quinzena, mas que dá ainda ao país a possibilidade de terminar o mês com maior volume mensal exportado neste ano, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Se os embarques diários médios se mantiverem até o final do mês de maio, o total exportado pelo país somaria pouco mais de 15 milhões de toneladas, superando as 14,3 milhões de toneladas registradas em abril.

Mesmo que não bata o volume exportado em abril, os embarques devem superar o total de maio de 2022, quando somaram 10,6 milhões de toneladas.

No acumulado do mês até a terceira semana do mês, os números da Secex já contabilizam 9,7 milhões de toneladas.

O volume poderia ter sido maior se o ritmo de embarques tivesse ficado em linha com o visto até a segunda semana do mês, de 732,8 mil toneladas ao dia.

Os números preliminares da Secex, embora não acompanhem os embarques efetivos, dão uma ideia da velocidade das exportações.

Na semana passada, a Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec) projetou exportações recordes de soja e farelo de soa para maio.

Ao longo do mês passado, embora o Brasil tenha exportado mais de 14 milhões de toneladas em abril, integrantes do setor citaram uma demanda da China, maior importador, abaixo do esperado.

A expectativa é de que o Brasil exporte mais de 90 milhões de toneladas de soja em 2023, o que seria um recorde, escoando sua maior safra da história.

PETRÓLEO, CAFÉ, AÇÚCAR E MINÉRIO

O mês está longe encerrar e a exportação de petróleo do Brasil já supera o total embarcado em maio do ano passado, somando ao todo 5 milhões de toneladas, versus 4,4 milhões de toneladas. Os embarques diários têm média de 358 mil toneladas, ante 201,5 mil na comparação com maio de 2022.

Já a exportação de café do Brasil até a terceira semana de maio também indicou uma perda de ritmo na comparação com o volume diário até a primeira quinzena, assim como aconteceu com a soja.

A Secex marcou cerca de 6,9 mil toneladas de café por dia, versus 7,44 mil toneladas até a segunda semana de maio. Ainda assim, o volume supera a média de maio de 2022 (6,47 mil toneladas).

No açúcar, os embarques brasileiros foram vistos em 86,2 mil toneladas ao dia, versus 75,5 mil toneladas diárias até a semana passada. O volume também supera maio do ano passado (71,3 mil toneladas/dia).

A exportação de minério de ferro perdeu ligeiramente o ritmo, mas ainda caminha para superar em maio o total embarcado no mesmo mês de 2022.

Até agora, o embarque acumulado da commodity soma 21,5 milhões de toneladas, ante 25,4 milhões em maio do ano passado, faltando oito dias úteis para o mês acabar.

(Por Roberto Samora)