IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Casa Branca e republicanos buscam avançar em negociações do teto da dívida dos EUA

24/05/2023 14h13

Por David Morgan e Andrea Shalal e Gram Slattery

WASHINGTON (Reuters) - Os negociadores do presidente democrata dos Estados Unidos, Joe Biden, e do principal republicano do Congresso, Kevin McCarthy, reuniram-se na Casa Branca nesta quarta-feira para tentar fechar um acordo para aumentar o teto da dívida de 31,4 trilhões de dólares e evitar um calote catastrófico.

O tempo está se esgotando, pois o Departamento do Tesouro alertou que o governo federal pode ser incapaz de pagar todas as suas contas já em 1º de junho --daqui a apenas oito dias-- e levará vários dias para aprovar a legislação em um Congresso dividido.

A PIMCO disse acreditar que os negociadores precisam fechar um acordo até meados desta semana para cumprir esse prazo.

Biden e McCarthy, o presidente da Câmara dos Deputados, permanecem profundamente divididos sobre como seguir em frente.

McCarthy disse a repórteres nesta quarta-feira que qualquer acordo precisa cortar gastos discricionários, não mantê-los estáveis como Biden propôs, além de não aumentar impostos.

"Estou enviando nossa equipe de negociação à Casa Branca para tentar finalizar as negociações", disse McCarthy. "A saída aqui é resolver o problema --gastar menos do que gastamos no ano passado. Isso não é tão difícil."

Ele disse acreditar que os dois lados chegarão a um acordo e evitarão a inadimplência.

Qualquer acordo a que Biden e McCarthy chegarem terá um caminho estreito para passar pelo Congresso, onde os republicanos de McCarthy têm uma maioria de 222 a 213 na Câmara e os democratas de Biden controlam o Senado por uma margem de 51 a 49.