IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

CORREÇÃO-Ibovespa recua e segue abaixo dos 110 mil pontos com exterior desfavorável

24/05/2023 11h21

(Corrige no título informação sobre nível do Ibovespa para segue abaixo 110 mil pontos ao invés de perde patamar)

(Corrige no título informação sobre nível do Ibovespa para segue abaixo 110 mil pontos em vez de perde patamar)

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta quarta-feira, seguindo praças acionárias no exterior, em meio à falta de avanços nas negociações para aumentar o teto da dívida dos Estados Unidos, enquanto, no Brasil, a Câmara dos Deputados aprovou o texto-base do novo marco fiscal.

Às 11h12, o Ibovespa caía 0,6%, a 109.265,84 pontos. O volume financeiro somava 5,6 bilhões de reais.

Em Wall Street, o S&P 500 recuava 0,81% após outra rodada de discussões entre a Casa Branca e representantes republicanos sobre o aumento do teto da dívida dos Estados Unidos sem progresso.

Na visão do diretor de investimentos da TAG, Dan Kawa, investidores tendem a ficar mais reativos e sensíveis aos poucos avanços nas negociações em torno do teto dos gastos nos EUA, com o cronograma para um acordo ficando cada vez mais curto.

"O cenário base ainda é de um acordo nos minutos finais do prazo, mas cresce a cada dia a probabilidade de um desfecho negativo, o que seria nefasto aos ativos de risco", afirmou em comentários enviados a clientes.

O tom também era negativo no mercado europeu, com o londrino FTSE 100 perdendo 2,12%, após a inflação do Reino Unido desacelerar menos do que o esperado, aumentando pressão sobre BC britânico para mais altas de juros. O pan-europeu STOXX 600 declinava 2,03%.

No Brasil, a Câmara dos Deputados aprovou no final da terça-feira, por 372 votos favoráveis e 108 contrários, o texto-base da proposta de arcabouço fiscal, após ajustes de última hora feitos no texto pelo relator Cláudio Cajado (PP-BA) para tornar menos generosa a regra de gastos em 2024.

Os deputados analisarão nesta quarta-feira destaques que podem mudar o texto da matéria se aprovados e, após isso, a matéria irá ao Senado.

Para analistas do Citi, no geral, embora o relator tenha feito uma alteração de última hora, o número de votos surpreendeu positivamente. "Esperamos que o Senado aprove o projeto antes do recesso do meio do ano."

Olhando para o futuro, eles complementaram que a principal incerteza é se o governo conseguirá manter esse amplo apoio com projetos de lei que têm custos políticos mais altos para os parlamentares.

"Em linhas gerais o novo quadro fiscal aumenta o gasto público, algo que costuma ser desejável do ponto de vista do parlamentar", observaram em relatório a clientes. "No entanto, elevar os impostos para financiar esse aumento de gastos geralmente não é um bom presságio para as aprovações dos parlamentares, então o governo pode enfrentar alguns contratempos nessa frente."

DESTAQUES

- VALE ON recuava 2%, a 65,23 reais, com contratos futuros do minério de ferro na Ásia ampliando as perdas em meio a receios sobre a recuperação na China. O vencimento mais negociado na Dalian Commodity Exchange encerrou as negociações diurnas com queda de 4,6%, a 682,50 iuans (98,74 dólares) a tonelada.

- PETROBRAS PN tinha acréscimo de 0,61%, a 26,41 reais, em dia de alta dos preços do petróleo no exterior. A companhia disse nesta quarta-feira que vai protocolar, ainda nesta semana, pedido ao Ibama de reconsideração da decisão do órgão que negou licença ambiental para que a estatal perfure um poço exploratório no bloco FZA-M-059, localizado em águas profundas do Amapá.

- ITAÚ UNIBANCO PN cedia 0,15%, a 26,53 reais, enquanto BRADESCO PN, que vem mostrando um desempenho melhor em maio, perdia 2,37%, a 15,67 reais.

- BRF ON caía 5,55%, a 7,32 reais, na terceira sessão seguida com sinal negativo, sendo que na véspera caiu quase 5%. O Brasil declarou na segunda-feira emergência zoosanitária por gripe aviária H5N1 em aves silvestres. Ações proteínas como um todo eram destaques negativos, com JBS ON perdendo 3,89%, MARFRIG ON cedendo 2,73% e MINERVA ON recuando 3,15%.

- CVC BRASIL ON perdia 6,25%, a 2,85 reais, em meio a uma nova correção de baixa após um começo de mês mais positivo. No setor de viagens, GOL PN e AZUL PN caíam 3,71% e 2,95%, respectivamente, também devolvendo parte de fortes ganhos apurados no mês.

- RD ON tinha elevação de 2,06%, a 28,67 reais, chegando a 28,7 reais no melhor momento, máxima intradia histórica. Analistas do Bank of America elevaram o preço-alvo dos papéis a 34,80 reais (de 27,88 reais) e reiteraram recomendação de "compra", conforme relatório nesta semana, no qual também melhoraram previsões para o lucro da rede de varejo farmacêutico.

- PETZ ON avançava 2,6%, a 7,49 reais, em sessão positiva para outras empresas de varejo, com VIA ON subindo 1,83% e MAGAZINE LUIZA ON ganhando 1,09%.