IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

SoftBank questiona S&P depois de ter rating reduzido

24/05/2023 08h36

Por Sam Nussey

TÓQUIO (Reuters) - A S&P Global Ratings cortou a classificação de longo prazo do SoftBank Group, aprofundando a companhia em território "junk" e levando o conglomerado japonês de investimentos em tecnologia a questionar o rebaixamento.

A S&P cortou a nota do SoftBank de "BB+" para "BB", citando a exposição da empresa a companhias não listadas que são suscetíveis a mudanças no ambiente externo.

"Há uma acentuada falta de racionalidade na explicação", disse o diretor financeiro do SoftBank, Yoshimitsu Goto, à Reuters.

O SoftBank vendeu ativos, incluindo sua participação na gigante chinesa de comércio eletrônico Alibaba Group, para estabilizar seu balanço patrimonial diante da queda no valor de seu portfólio de investimentos.

"(A venda de suas ações) corroeu a proporção de ativos listados em seu portfólio. Além disso, as ações de tecnologia, nas quais a empresa investiu principalmente, ficaram em baixa por um período prolongado", disse a S&P.

O presidente-executivo do SoftBank, Masayoshi Son, tem afirmado que está "jogando na defesa" com uma gestão financeira prudente, dada a fraqueza no setor de tecnologia.

"É extremamente lamentável que nossa solidez financeira não tenha sido avaliada adequadamente. Continuaremos nosso diálogo com a S&P", disse o SoftBank em um comunicado.

O SoftBank se desentendeu com a Moody's Investors Service por causa de sua avaliação do conglomerado e, em 2020, tomou a medida incomum de pedir à agência que retirasse suas classificações. Goto disse que o problema com a S&P, no entanto, é menor.

"A magnitude do problema é totalmente diferente da Moody's", disse ele.

A S&P disse que a listagem da ARM, projetista de microchips, que se tornou a principal meta de Son,  vai melhorar a liquidez dos ativos do conglomerado japonês.

"Pedimos com veemência à S&P que considere um upgrade assim que a proposta de oferta pública inicial da ARM for concluída", disse o SoftBank.