IPCA
0,46 Jul.2024
Topo

Ibovespa avança com expectativa sobre Selic e caminha para melhor mês desde janeiro de 2022

26/05/2023 10h05

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa avançava nesta sexta-feira, ainda embalado pela percepção de que a melhora da inflação mostrada pelo IPCA-15 na véspera e o andamento do novo arcabouço fiscal no Congresso Nacional podem criar as condições para o Banco Central começar a reduzir mais cedo a taxa Selic.

A alta de commodities como o petróleo e minério de ferro no exterior, bem como o viés positivo em Wall Street com expectativas de um acordo envolvendo o aumento do limite da dívida do governo norte-americano corroboravam as compras no pregão brasileiro.

Às 11:20, o Ibovespa subia 1,33%, a 111.522,59 pontos, acumulando até o momento ganho de 6,79% em maio que, se confirmado, será o melhor desempenho mensal desde janeiro de 2022 (+6,98%). O volume financeiro somava 5,9 bilhões de reais.

De acordo com a equipe da Necton, a desaceleração do IPCA-15 em maio, divulgada na quinta-feira, desencadeou apostas de que o BC pode começar seu ciclo de afrouxo monetário em agosto. Antes da divulgação, as previsões no mercado apontavam para o corte em setembro da taxa básica de juros, atualmente em 13,75% ao ano.

Além do alívio da inflação, a equipe da Tullett Prebon Brasil também destacou o tom "menos hawk" do presidente da autoridade monetária, Roberto Campos Neto, que afirmou na véspera que o avanço do arcabouço fiscal impacta as expectativas de inflação e já reflete em um recuo nos juros futuros.

Após a aprovação pela Câmara dos Deputados nesta semana, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), afirmou na quinta-feira que a Casa pretende enviar o texto do marco fiscal para a sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no decorrer de junho.

Nos Estados Unidos, sinais de progresso nas discussões sobre o aumento do teto da dívida endossavam o sinal positivo dos principais índices acionários, apesar de dados terem apontado para uma inflação ligeiramente mais alta do que o esperado. O S&P 500 avançava 0,8937%.

A Casa Branca e republicanos do Congresso estão dando os retoques finais nesta sexta-feira em um acordo que aumentará o teto da dívida de 31,4 trilhões de dólares do governo dos EUA por dois anos, limitando os gastos em tudo, exceto militares e veteranos, de acordo com uma autoridade norte-americana.

Análise técnica do Itaú BBA afirmou que o Ibovespa precisa superar os 111.650 pontos para deixar para trás um movimento de realização de lucros, o que abrirá caminho para um impulso de alta em direção aos 114.900 pontos, conforme relatório enviado a clientes nesta sexta-feira.

DESTAQUES

- VALE ON avançava 3,16%, a 66,9 reais, após cinco quedas consecutivas, período em que acumulou uma perda de mais de 7%. A recuperação era apoiada pela alta dos futuros do minério de ferro na Ásia, após uma semana negativa. O contrato mais líquido na Dalian Commodity Exchange, da China, encerrou as negociações diurnas com alta de 4%, a 709,50 iuanes.

- ITAÚ UNIBANCO PN subia 0,73%, a 27,45 reais, e BRADESCO PN valorizava-se 0,93%, a 16,27 reais, acompanhando o clima mais positivo no pregão brasileiro. Entre os bancos do Ibovespa, o destaque positivo era BTG PACTUAL UNIT, em alta de 2,49%, a 27,54 reais. O Itaú BBA incluiu na véspera as ações em sua "Lista de compras Brasil".

- PETROBRAS PN tinha elevação de 0,98%, a 26,71 reais, favorecida também pela alta dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent avançava 1,15%. A companhia retomou pedido de licenciamento para perfuração em poço na Foz do Amazonas. Ainda no radar, o UBS BB elevou o preço-alvo das ações de 20 para 22 reais, mas manteve a recomendação de "venda".

- GOL PN e AZUL PN mostravam acréscimos de 7,68% e 5,51%, respectivamente, a 8,41 e 16,46 reais, refletindo movimentos de investidores adicionando papéis com beta mais elevado e sensíveis ao mercado doméstico em suas carteiras. No setor de viagens, CVC BRASIL ON subia 3,73%, a 2,78 reais, após fortes perdas nos últimos três pregões. A companhia elegeu Carlos Wollenweber como novo diretor financeiro.

- ASSAÍ ON recuava 1,98%, a 11,4 reais, com CARREFOUR BRASIL ON também na ponta negativa, com queda de 0,3%, a 9,81 reais. No pano de fundo do movimento dos papéis está um cenário competitivo mais desafiador e uma desaceleração da inflação dos alimentos. O UBS BB também cortou estimativas para os lucros do Assaí em 2023 e 2024 e reduziu o preço-alvo da ação de 25 para 16 reais, mas manteve a recomendação de "compra". No caso de Carrefour, que teve a recomendação reduzida recentemente para "neutra", as previsões para os lucros neste e no próximo ano também foram diminuídas e o preço-alvo passou de 13 para 11,50 reais.

- CIELO ON caía 1,2%, a 4,95 reais, tendo no radar resultado do PagSeguro, que mostrou crescimento de receitas, enquanto o volume total processado (TPV) teve o pior resultado em um ano. Em Nova York, onde as ações são negociadas, PAGSEGURO desabava 9,6535%, a 10,95 dólares. A companhia também anunciou uma mudança de marca, passando a se chamar agora PagBank.