IPCA
0,26 Set.2023
Topo

Indústria dos EUA amplia queda em junho, mostra pesquisa do ISM

03/07/2023 11h10

WASHINGTON (Reuters) - A indústria dos Estados Unidos contraiu ainda mais em junho, atingindo níveis vistos pela última vez quando a economia estava se recuperando da onda inicial da pandemia de Covid-19.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM) disse que seu PMI de manufatura caiu para 46,0 no mês passado, a leitura mais baixa desde maio de 2020, de 46,9 em maio.

Isso marcou o oitavo mês consecutivo em que o PMI ficou abaixo de 50, o que indica contração na manufatura, o período mais longo desde a Grande Recessão.

Economistas consultados pela Reuters previam que o índice subiria para 47. A manufatura, que responde por 11,1% da economia, contraiu a uma taxa anualizada de 5,3% no primeiro trimestre, mostraram dados do governo na semana passada.

Alguns bolsões de força permanecem, no entanto, em meio à demanda sólida por bens como equipamentos de transporte, maquinário, bem como equipamentos elétricos, eletrodomésticos e componentes.

A manufatura está lutando sob o peso de 500 pontos-base de aumentos na taxa de juros pelo Federal Reserve desde março de 2022, quando o banco central dos EUA embarcou em sua campanha de aperto monetário mais rápida em mais de 40 anos.

O subíndice de novas encomendas da pesquisa do ISM aumentou para 45,6, de 42,6 em maio. A demanda fraca está deprimindo os preços dos insumos.

A medida da pesquisa de preços pagos pelos fabricantes caiu para 41,8 de 44,2 no mês anterior, uma vez que os gargalos na cadeia de oferta diminuíram consideravelmente e os custos de empréstimos mais altos reduziram a demanda.

(Reportagem de Lucia Mutikani)