Atividade econômica dos EUA aumentou ligeiramente nas últimas semanas, segundo pesquisa do Fed

(Reuters) - A atividade econômica dos EUA aumentou ligeiramente nas últimas semanas e a perspectiva é de que o crescimento lento continue nos próximos meses, de acordo com um relatório do Federal Reserve publicado nesta quarta-feira, que também ofereceu mais indicações de redução das pressões inflacionárias.

"A atividade econômica geral aumentou ligeiramente desde o final de maio", disse o banco central dos EUA em seu mais recente "Livro Bege", compêndio de pesquisas e entrevistas realizadas em seus 12 distritos até 30 de junho. Cinco distritos relataram algum crescimento, cinco não relataram nenhuma mudança e dois mostraram declínios modestos.

"As expectativas econômicas gerais para os próximos meses continuaram, de modo geral, a apontar para um crescimento lento", disse o Fed.

O relatório se encaixou amplamente em outros dados recentes, sugerindo que a pressão de alta sobre os preços está diminuindo.

"Os preços aumentaram em um ritmo modesto, de modo geral, e vários distritos observaram alguma desaceleração no ritmo de aumento", disse o relatório.

Olhando para o futuro, "as expectativas de preços ficaram, em geral, estáveis ou mais baixas nos próximos meses".

Também foi relatado que o nível de emprego continuou a aumentar "modestamente".

O relatório foi emblemático de uma economia que está se ajustando aos rígidos aumentos das taxas de juros que o Fed tem proporcionado, com impactos que variam entre regiões e setores econômicos.

O documento foi divulgado duas semanas antes de o banco central dos EUA tomar sua próxima decisão sobre a taxa de juros, com os mercados financeiros esperando amplamente que ele aumente as taxas em 0,25 ponto percentual, depois de ter optado por não aumentar os juros no mês passado.

Continua após a publicidade

(Por Dan Burns)

((Tradução Redação Brasília))

REUTERS IV

Deixe seu comentário

Só para assinantes