Ibovespa sobe com Petrobras e Vale e marca novo avanço em julho

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta de mais de 1% nesta segunda-feira, impulsionado pelas fortes altas de Petrobras e Vale, enquanto investidores mantinham o foco na decisão de juros do Banco Central na quarta-feira

A Petrobras disparou após sua nova política de dividendos ser bem recebida pelo mercado, e Vale subiu depois que novas medidas de estímulo econômico na China ajudaram a elevar os preços do minério de ferro. Na ponta oposta, Weg foi a maior contribuição negativa.

Os principais índices acionários em Wall Street fecharam levemente no azul.

O Ibovespa fechou em alta de 1,46%, a 121.942,98 pontos. Na máxima o índice foi a 122.148,81 pontos, enquanto, na mínima, ficou em 120.187,87 pontos. O volume financeiro somou 21,9 bilhões de reais.

Em julho, o índice acumulou alta de 3,27%, também segundo dados preliminares, o quarto mês consecutivo de ganhos.

"No final da semana passada, tivemos Petrobras e Vale pesando bastante, hoje a gente tem o movimento contrário, Petrobras e Vale puxam para cima", disse Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos.

Agentes financeiros também seguiam de olho no Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que se reunirá na terça e quarta-feira para definir potenciais alterações na taxa básica de juros do país.

"A gente vê um mercado bem dividido", afirmou Arbetman, referindo-se à divergência entre estimativas de cortes de 0,25 ponto ou 0,50 ponto na taxa. A Ativa espera redução em 0,25 ponto, segundo ele.

Continua após a publicidade

Dos economistas consultados pela Reuters, 36 de 46 também esperam um corte mínimo na Selic, que atualmente está em 13,75% ao ano, expectativa reiterada pela pesquisa Focus, realizada pelo Banco Central com economistas de mercado.

No entanto, a curva de juros a termo precificava, próximo ao final do pregão, uma chance de 59% de corte de 0,5 ponto, contra 41% de probabilidade de diminuição em 0,25 ponto.

Em Wall Street, os principais índices acionários fecharam praticamente estáveis, com investidores de olho em balanços de empresas como Apple e Amazon.com nesta semana, e diante de expectativas mais positivas quanto à economia norte-americana.

DESTAQUES

- PETROBRAS PN subiu 4,54%, a 31,11 reais, enquanto ON avançou 5,26%, após a companhia anunciar sua nova política de dividendos. Analistas já esperavam uma redução no valor a ser distribuído aos acionistas, e viram como positiva a manutenção de características da fórmula anterior, o que impulsionou a ação na sessão. O contrato de outubro do petróleo Brent mostrou alta de cerca de 1,2%.

- VALE ON teve valorização de 2,26%, a 69,16 reais, após alta de 0,9% do minério de ferro em Cingapura, já que autoridades chinesas anunciaram medidas para aumentar o consumo no país, incluindo no setor imobiliário. CSN MINERAÇÃO ON ganhou 3,73%.

Continua após a publicidade

- HYPERA ON cedeu 1,68%, a 43,26 reais, terceira queda seguida. A farmacêutica divulgou na quinta-feira passada seu resultado trimestral. Representantes da companhia citaram dados na sexta-feira indicando um mercado crescendo, mas em ritmo menos acelerado que um ano antes, e rivais mais bem posicionados em oferta de produtos.

- WEG ON caiu 0,99%, a 39,92 reais, quinta sessão consecutiva em que fecha no vermelho.

- SABESP ON avançou 2,49%, a 58,1 reais, no maior patamar de fechamento de 2023 com investidores à espera de anúncios sobre a potencial privatização da empresa, na sequência de uma reunião do Conselho Diretor do Programa de Desestatização e Concessões do Estado de São Paulo nesta segunda-feira.

- ITAÚ UNIBANCO PN mostrou alta de 0,35%, a 28,64 reais, enquanto BRADESCO PN exibiu ganho de 0,91%, a 16,66 reais. O Bradesco divulga balanço do segundo trimestre na quinta-feira. De pano de fundo, presidentes de instituições financeiras se reuniram nesta segunda-feira com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, mas nem o ministro nem os executivos deram declarações após o encontro.

- TIM ON caiu 0,83%, a 14,34 reais, antes de divulgar balanço trimestral no final do dia. KLABIN UNIT, que solta seus números na terça-feira de manhã, teve valorização de 1,28%, a 23 reais.

- DEXCO ON disparou 6,76%, a 8,37 reais antes da divulgação de seu balanço, na quarta-feira à noite.

Continua após a publicidade

Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em

Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

Deixe seu comentário

Só para assinantes