Ações europeias perdem força conforme falas de Powell alimentam temores sobre juros

Por Ankika Biswas e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias perderam o ímpeto visto no início da sessão desta sexta-feira, pressionadas por quedas nos setores financeiro e de tecnologia, com o humor abalado depois de o chair do Federal Reserve, Jerome Powell, indicar a possibilidade de mais aumentos da taxa de juro ao discursar no aguardado simpósio de Jackson Hole.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou estável a 451,39 pontos, depois de chegar a marcar uma alta intradiária de 0,7%, mas registrou sua melhor semana em quatro, apoiado por um rali de fabricantes de chips antes da divulgação de resultados trimestrais da Nvidia na quarta-feira e aumento dos preços das commodities.

Powell disse que os juros podem ter que subir ainda mais para garantir que a inflação seja contida. Os futuros vinculados à taxa básica do Fed impulsionaram ligeiramente as chances de aperto monetário nas reuniões de novembro e dezembro.

"Não há nenhuma mudança material em relação ao que já era conhecido... Powell basicamente seguiu o roteiro. O discurso de hoje reforça o ponto de que as decisões de política monetária do Fed estão obviamente muito sujeitas aos dados econômicos recebidos", disse Andreas Bruckner, estrategista de ações europeias do BofA Global Research.

Os papéis de serviços financeiros e de tecnologia, em queda de 0,7% e 0,6%, respectivamente, lideraram o declínio do dia.

A próxima autoridade monetária a entrar no radar dos investidores é a presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, que fará um discurso às 16:00 (de Brasília).

Autoridades do BCE estão cada vez mais preocupadas com a deterioração das perspectivas de crescimento e, embora o debate ainda esteja em aberto, o ímpeto para uma pausa nas altas de juros está crescendo, informou a Reuters.

No entanto, o que ajudou a evitar um declínio no STOXX 600 foi uma alta de 0,3% no setor da energia., que acompanhou a força dos preços do petróleo.

Continua após a publicidade

Durante a semana, o setor de varejo teve o pior desempenho entre os demais, enquanto o de serviços públicos obteve os maiores ganhos.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,07%, a 7.338,58 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,07%, a 15.631,82 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,21%, a 7.229,60 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,49%, a 28.208,45 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,15%, a 9.338,90 pontos.

Continua após a publicidade

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,93%, a 6.121,19 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes