Bolsas da Europa têm ganhos na semana; Novo Nordisk supera LVMH como mais valiosa

Por Ankika Biswas e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As bolsas de valores da Europa encerraram sem direção comum nesta ​​nesta sexta-feira, com empresas do setor de bens de luxo e montadoras de veículos em queda minimizando ganhos nos setores ligados a matérias-primas.

A sessão foi marcada ainda pela farmacêutica dinamarquesa Novo Nordisk destronando a francesa LVMH como a companhia listada mais valiosa da Europa.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou estável em 458,13 pontos, porém teve ganho na semana de 1,5%, no melhor desempenho desde meados de julho. O movimento ocorreu com valorização de ações de empresas expostas à China em meio a sinais de mais medidas de estímulo econômico por parte de Pequim.

Mineradoras subiram 1,5% na sessão, impulsionadas pela alta dos preços dos metais básicos que pegaram carona em medidas da China para apoiar seu mercado imobiliário e em dados que mostraram expansão no setor manufatureiro do país.

O setor de petróleo e gás teve valorização de 1,9% acompanhando os preços mais elevados da commodity.

Entre as principais altas da sessão, a Novo Nordisk avançou 2,1% ao emergir como a mais valiosa empresa listada na Europa. Investidores compraram ações da empresa em meio à demanda forte por seus medicamentos para diabetes e perda de peso. O movimento impulsionou o setor de saúde, que encerrou em alta de 0,5%.

A LVMH caiu 0,8% ao perder sua posição como empresa mais valiosa da Europa, que ocupou por dois anos e meio. O índice que reúne empresas do setor de luxo fechou em baixa de 1%.

O índice que reúne montadoras europeias teve a maior baixa do dia, 2,6%, pressionado por recuos de 5% da Volkswagen e de 6,3% da Renault. As duas empresas tiveram cortes de recomendação pelo UBS, que também reduziu preço-alvo de suas ações.

Continua após a publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,34%, a 7.464,54 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,67%, a 15.840,34 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,27%, a 7.296,77 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,63%, a 28.650,49 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,59%, a 9.449,60 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,13%, a 6.182,07 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes