S&P 500 perde força e Nasdaq cai após impulso de dados de emprego perder força; streaming pesa

Por Shristi Achar A e Amruta Khandekar

(Reuters) - O S&P 500 perdia força e o Nasdaq recuava nesta sexta-feira, com o impulso dos dados que apontaram para uma flexibilização das condições do mercado de trabalho perdendo força enquanto as ações de empresas de streaming caíam em meio a uma disputa entre a Disney e a Charter Communications.

O relatório do Departamento do Trabalho mostrou que a taxa de desemprego subiu para 3,8% no mês passado, enquanto o crescimento dos salários diminuiu. A economia dos EUA abriu mais vagas fora do setor agrícola do que o esperado, embora os dados de julho tenham sido revisados para baixo.

As ações dos EUA receberam impulso com o relatório, diante da expectativa de que os dados permitirão que o Federal Reserve pause seu aperto monetário.

Às 13:45 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,10%, a 34.757,34 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,07%, a 4.510,60 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite recuava 0,12%, a 14.017,74 pontos.

"O relatório de empregos foi bom para o mercado, mas não é tão bom assim porque setembro é um mês difícil (para ações) em geral", disse Robert Pavlik, gerente sênior de portfólio da Dakota Wealth.

Pesando ainda mais sobre os mercados, a Walt Disney e a Charter Communications caíam 2,7% e 3,6%, respectivamente, uma vez que as empresas discutiram sobre seu acordo de distribuição não resolvido, depois que vários canais, incluindo a ESPN, ficaram às escuras na quinta-feira para os clientes do serviço a cabo Spectrum da Charter.

Outras empresas de streaming, como a Warner Bros Discovery, Paramount Global e Fox, caíam entre 5,0% e 10,1%, arrastando o setor de serviços de comunicação do S&P 500 a uma queda de 0,8%.

(Reportagem de Shristi Achar A e Amruta Khandekar em Bengaluru)

Deixe seu comentário

Só para assinantes