Ibovespa fecha praticamente estável com liquidez menor por feriado nos EUA

Por Andre Romani

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa encerrou praticamente estável nesta segunda-feira, em sessão morna diante de mercados fechados nos Estados Unidos em função do feriado de Dia do Trabalho, o que reduziu a liquidez dos negócios.

Itaú Unibanco e Petrobras ficaram entre as principais influências negativas, enquanto Vale, BRF e B3, entre os destaques positivos.

Principal índice acionário da bolsa brasileira, o Ibovespa fechou com variação negativa de 0,10%, a 117.776,62 pontos. Na máxima do dia, subiu 0,58%, a 118.576,42 pontos.

O volume financeiro da sessão somou 12 bilhões de reais, contra média diária em 2023 até sexta-feira de 25,6 bilhões de reais.

"É um dia diferente, tem uma liquidez muito menor por causa do Dia do Trabalho lá fora", disse Ilan Arbetman, analista da Ativa Investimentos.

"Vale puxando bem, vimos a China anunciando semana passada novos estímulos para o mercado de construção civil. O minério esta noite não respondeu tanto, mas vem engatando uma alta interessante desde a semana passada e o papel responde a isso", acrescentou.

No exterior, o índice pan-europeu STOXX 600 fechou com variação negativa de 0,04%, depois de atingir pico em quase quatro semanas mais cedo no dia, embalado por otimismo com estímulos econômicos na China.

Localmente, Fernando Siqueira, chefe de pesquisa da Guide Investimentos, disse acreditar que "pouca gente está tendo coragem de investir agora".

Continua após a publicidade

Para ele, uma "inflação muito baixa e crescimento acima do esperado... deveriam ser vistos como muito positivos para os ativos locais", porém, do outro lado, dados recentes "muito ruins" do resultado fiscal têm "assustado um pouco o mercado".

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participou de evento em São Paulo nesta segunda-feira, mas evitou falar sobre o cenário econômico.

O Ibovespa acumulou queda de 5% em agosto, encerrando uma sequência de quatro meses em alta, e havia subido quase 2% no primeiro pregão de setembro.

A semana será mais curta para o mercado brasileiro, à medida que os mercados ficarão fechados na quinta-feira para o Dia da Independência.

O pregão ainda marcou o início da nova composição do Ibovespa, com a entrada das ações da PetroRecôncavo e da Vamos e a saída dos papéis da Méliuz.

DESTAQUES

Continua após a publicidade

- VALE ON subiu 0,74%, a 69,4 reais, após o minério de ferro avançar na Ásia em meio ao otimismo com relação a medidas de apoio da China. O contrato de outubro mais ativo da commodity em Cingapura teve elevação de 0,4%, para 114,40 dólares por tonelada, enquanto, em Dalian, o contrato para janeiro encerrou 0,1% no positivo. O papel da mineradora já havia saltado quase 11% na semana passada. Siderúrgicas também exibiram ganhos, com destaque para CSN ON, que subiu 2,36%.

- PETROBRAS PN registrou recuo de 1,04%, a 32,29 reais, mesmo com leve alta do petróleo no exterior. A estatal informou que desistiu de seguir com as vendas de ativos de exploração e produção e de sua subsidiária na Argentina, mas que prosseguirá com os desinvestimentos de participações em usinas termelétricas. Além disso, a empresa afirmou que estuda adquirir participação em projeto de biorefinaria da Mubadala na Bahia. O acordo pode aproximar as partes para futuras transações, segundo fontes, uma vez que a Petrobras estuda meios possíveis para recomprar a Refinaria de Mataripe.

- EZTEC ON perdeu 2,08%, a 21,62 reais, enquanto CYRELA ON caiu 1,45%, a 22,46 reais, em sessão negativa para empresas do setor imobiliário. MRV ON recuou 1,61%. Outras ações de setores sensíveis à economia doméstica, como varejo e educação, também tiveram desempenho negativo. MAGAZINE LUIZA ON diminuiu 2,80% e YDUQS ON perdeu 2,56%.

- MINERVA ON teve elevação de 4,56%, a 8,95 reais. De pano de fundo, notícias sobre potencial emissão de dívida no exterior pela companhia para ajudar a bancar a compra de ativos da Marfrig, anunciada no final de agosto. No setor de proteínas, BRF ON avançou 3,31%, a 9,37 reais, enquanto JBS ON ganhou 0,49% e MARFRIG caiu 0,27%.

- ELETROBRAS ON mostrou variação negativa de 0,45%, a 35,23 reais, na esteira de decisão do Tribunal Superior do Trabalho que suspendeu desligamentos de empregados que aderiram a seu plano de demissão voluntária, em medida que afeta 353 desligamentos não homologados. ELETROBRAS PNB cedeu 0,34%.

- ITAÚ UNIBANCO PN recuou 0,9%, a 27,4 reais, enquanto BRADESCO PN caiu 0,49%, a 14,9 reais.

Continua após a publicidade

(Edição de Patrícia Vilas Boas)

Deixe seu comentário

Só para assinantes