Ações caem após dados fracos da China e da zona do euro

Por Sruthi Shankar e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias caíram nesta terça-feira, depois que dados fracos do setor de serviços da China e da zona do euro alimentaram preocupações sobre a desaceleração do crescimento global, embora os ganhos nos papéis de energia tenham ajudado a reduzir as perdas.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em queda de 0,23%, a 456,90 pontos, e registrou sua quinta sessão consecutiva em baixa.

Os setores expostos à China, como o de luxo e o de construção e materiais, estavam entre os principais pesos na Europa, em queda de 1,2% e 1,0%, respectivamente, conforme dados mostraram que a atividade de serviços da China expandiu em agosto no ritmo mais lento em oito meses.

Enquanto isso, o declínio na atividade comercial da zona do euro se acentuou no mês passado mais do que se pensava inicialmente, com o setor de serviços em contração, de acordo com uma pesquisa que sugere que o bloco pode entrar em recessão.

"O BCE tem alguma margem de manobra para operar porque ainda não entramos em território recessivo", disse Mobeen Tahir, diretor de pesquisa macroeconômica e soluções táticas da WisdomTree.

"Pode se dar a oportunidade de manter os juros em um nível mais elevado durante mais tempo, até que a inflação seja completamente eliminada", disse Mobeen Tahir, diretor de pesquisa macroeconômica e soluções táticas da WisdomTree.

Os mercados monetários precificam uma chance de cerca de 26% de aumento dos juros em 25 pontos-base na reunião de 14 de setembro, de cerca de 30% antes dos dados do PMI.

O setor de energia saltou 1,2% e ajudou a conter perdas no índice mais amplo, acompanhando um aumento de mais de 1% nos preços do petróleo depois que a Arábia Saudita e a Rússia anunciaram uma nova extensão dos seus cortes voluntários na oferta. [O/R]

Continua após a publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,20%, a 7.437,93 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,34%, a 15.771,71 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,34%, a 7.254,72 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve variação positiva de 0,02%, a 28.652,18 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,26%, a 9.392,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,56%, a 6.148,56 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes