Apple planeja relógios mais ecológicos e uso menor de transporte aéreo

CUPERTINO, Califórnia (Reuters) - A Apple anunciou nesta terça-feira que três de seus modelos de Apple Watch estarão disponíveis em versões neutras em carbono, exibindo um novo logotipo verde nas embalagens, graças à mudança para energia renovável em suas fábricas e ao transporte de relógios com o uso de menos aviões.

A Apple tem como objetivo ser neutra em carbono até 2030, incluindo toda a sua cadeia de abastecimento. Um dos maiores desafios para alcançar isso é reduzir as emissões da rápida rede de transporte da Apple, que depende fortemente de aviões.

A Apple foi pioneira no uso de aviões para transportar produtos eletrônicos de fábricas na China para destinos ao redor do mundo, ajudando a reduzir o estoque que precisa manter e aumentando seus lucros.

Para os três novos smartwatches, metade das remessas por peso, da fábrica para destinos como centros de distribuição regional, será feita por barcos, trens ou outros métodos não aéreos que queimam menos combustível e geram menos emissões de carbono que aquecem o planeta, disseram executivos da Apple em uma entrevista na sede da companhia em Cupertino, Califórnia.

As três versões com etiqueta verde do Apple Watch Series 9, Apple Watch SE e Apple Watch Ultra 2 terão emissões mais baixas do que as estimativas da Apple com base em produtos anteriores. A companhia também comprará compensações de carbono para as emissões restantes, disse Lisa Jackson, a chefe de esforços ambientais e de governança da empresa.

Os relógios mais "ecológicos" terão o mesmo preço das versões padrão. Os executivos não comentaram diretamente se seriam menos lucrativos do que os convencionais, mas Jackson disse que a companhia está focada em fazer mudanças que a Apple e outras empresas possam levar para o futuro.

"Para tornar isso replicável, não poderia ser um prêmio, porque a maioria das empresas está disposta a fazer a mudança, mas elas ainda precisam estar no negócio, ganhar dinheiro, pagar seus trabalhadores e comprar materiais", disse Jackson.

(Reportagem de Stephen Nellis em Cupertino, Califórnia)

Deixe seu comentário

Só para assinantes