Casas Bahia abre prazo para acionistas desistirem de oferta após S&P cortar nota de CRIs

SÃO PAULO (Reuters) - O Grupo Casas Bahia, anteriormente conhecido como Via, disse nesta quarta-feira que abriu prazo de desistência aos acionistas que tenham realizado pedido de subscrição prioritária na oferta primária de ações anunciada este mês.

A abertura do prazo ocorre em função do rebaixamento pela agência de classificação de risco S&P da nota da vigésima emissão de certificados de recebíveis imobiliários (CRI) da Opea Securitizadora, que são lastreados na oitava emissão de debêntures das Casas Bahia, de "brAA-" para "brA-", de acordo com o grupo.

"O rebaixamento do rating de crédito em três ou mais níveis em relação ao rating inicial é hipótese de evento de vencimento antecipado não automático dos CRI e da oitava emissão de debêntures", disse a empresa.

Mais cedo, a Casas Bahia informou que a securitizadora Opea convocaria nos próximos dias uma assembleia dos detentores de CRIs para deliberar sobre uma eventual declaração de vencimento antecipado.

A Opea convocou a assembleia para 3 de outubro.

A Casas Bahia afirmou que o prazo para desistência do follow-on começa nesta quarta-feira e seguirá até 19 de setembro.

A previsão de precificação da oferta de ações foi mantida para esta quarta-feira.

(Reportagem de Patricia Vilas Boas)

Deixe seu comentário

Só para assinantes