Casas Bahia diz que securitizadora vai chamar assembleia de CRIs sobre corte de rating

SÃO PAULO (Reuters) - O Grupo Casas Bahia, anteriormente conhecido como Via, anunciou nesta quarta-feira que a securitizadora Opea deverá convocar nos próximos dias assembleia de detentores de certificados de recebíveis imobiliários (CRI) sobre uma eventual declaração de vencimento antecipado.

Isso porque a agência de classificação de risco S&P cortou a nota da vigésima emissão de CRIs da Opea Securitizadora, que são lastreados na oitava emissão de debêntures das Casas Bahia. A nota foi revisada de "brAA-" para "brA-".

O corte ocorreu na véspera, com a S&P citando que a revisão ocorreu em virtude "de nossa opinião de crédito sobre os ativos que lastreiam a operação, cuja devedora é a Via". A agência já havia reduzido o rating do grupo em 8 de setembro.

"A securitizadora deverá convocar em até dois dias úteis da data em que tomou ciência do rebaixamento uma assembleia especial de titulares dos CRI, na qual os titulares poderão deliberar pela não declaração do vencimento antecipado da 8ª emissão de debêntures e, consequentemente, do CRI", afirmou a companhia em fato relevante ao mercado.

Na bolsa, por volta de 16h15, as ações das Casas Bahia caíam 5,98%, a 1,1 real, em dia também de precificação de oferta de ações da varejista. Os papéis registravam a maior queda do Ibovespa, que subia 0,37% no mesmo horário.

"Caso na referida assembleia estejam presentes, no mínimo, titulares de 25% dos CRI em circulação no mercado, e houver aprovação da maioria dos presentes, a Securitizadora não declarará o vencimento antecipado da 8ª emissão de debêntures e dos CRI", afirmou a empresa.

(Por Alberto Alerigi Jr.; Reportagem adicional de André Romani; )

Deixe seu comentário

Só para assinantes