Country Garden obtém nova prorrogação de dívida enquanto credores avaliam opções

Por Jing Bian e Xie Yu e Carolina Mandl e Shuyan Wang

PEQUIM/HONG KONG/NOVA YORK (Reuters) - A Country Garden obteve a aprovação de seus credores para estender o vencimento de mais um bônus onshore, informaram duas fontes, enquanto a incorporadora chinesa luta para evitar a inadimplência em meio aos esforços intensificados de Pequim para estabilizar o setor imobiliário atingido pela crise.

Alguns detentores de títulos offshore da companhia estão em tratativas com o escritório de advocacia Ashurst para formar um grupo com o objetivo de avaliar opções caso a incorporadora não cumpra com as obrigações de repagamento da dívida, informaram duas fontes familiarizadas com o assunto.

Os problemas da Country Garden são os mais recentes a atingir o já abalado setor imobiliário chinês, que já foi um pilar do crescimento da segunda maior economia do mundo, mas que se tornou seu maior obstáculo desde 2021, na esteira de uma crise de liquidez sem precedentes.

Uma das poucas grandes incorporadoras chinesas que não deixou de cumprir suas obrigações de dívida, a Country Garden vem enfrentando pressões de liquidez em meio à queda nas vendas, conforme mostram suas demonstrações financeiras intermediárias.

A Country Garden, a maior incorporadora imobiliária privada da China, tem 108,7 bilhões de iuanes (14,9 bilhões de dólares) em dívidas com vencimento nos próximos 12 meses, mas tinha apenas 101,1 bilhões de iuanes em caixa no final de junho.

No mais recente alívio da dívida da incorporadora, os credores aprovaram a extensão do vencimento de mais um bônus onshore por três anos, disseram as duas primeiras fontes, que não quiseram ser identificadas por não estarem autorizadas a falar com a imprensa.

Um porta-voz da Country Garden não respondeu imediatamente ao pedido de comentário da Reuters.

Deixe seu comentário

Só para assinantes