Relator da reforma tributária adia apresentação de parecer para 4 de outubro na CCJ

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - O relator da reforma tributária no Senado, o líder do MDB na Casa Eduardo Braga (AM), decidiu adiar a apresentação de seu parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) para o dia 4 de outubro, deixando a votação do texto no colegiado para depois do feriado de 12 de outubro.

O senador garante que está mantida a perspectiva de votação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma ainda em outubro, como previamente estimado e acordado com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

A ideia inicial era que o parecer fosse apresentado à CCJ em 27 de setembro, data postergada diante de pedido de senadores de realização de mais uma audiência pública, dessa vez para analisar o impacto da reforma tributária sobre o setor de serviços.

A votação na CCJ deve ocorrer no dia 18 de outubro e até o fim desse mês no plenário do Senado.

Deixe seu comentário

Só para assinantes