Ações têm dia mais forte em 6 meses após BCE sinalizar fim das altas de juros

Por Bansari Mayur Kamdar e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias registraram o seu maior ganho percentual em seis meses nesta quinta-feira, depois de o Banco Central Europeu (BCE) sinalizar que o seu aperto monetário está próximo do fim, enquanto preços mais altos de matérias-primas impulsionaram os papéis de mineradoras e do setor energético.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 1,52%, a 460,86 pontos, e atingiu o maior nível em mais de uma semana, enquanto o índice de ações da zona euro subiu 1,3%.

Os rendimentos dos títulos dos governos europeus recuaram depois que o BCE elevou sua taxa básica de juros para um pico recorde de 4% mas, com a economia da zona do euro abalada, sinalizou que esse deve ser seu movimento final.

O setor imobiliário, que é mais sensível aos juros, avançou 3,0%, enquanto o de mineradoras saltou 4,2% para liderar os ganhos setoriais devido aos preços mais fortes dos metais.

"Contra o cenário de crescimento mais fraco, o BCE pode provavelmente fazer uma pausa na próxima reunião e se as perspectivas de crescimento continuarem a se deteriorar, uma pausa poderá transformar-se em um pico", disse Mike Bell, estrategista de mercado de liquidez global da JP Morgan Asset Management.

O índice de energia subiu 2,4% depois que os preços do petróleo atingiram os maiores níveis em 2023.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 1,95%, a 7.673,08 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,97%, a 15.805,29 pontos.  

Continua após a publicidade

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,19%, a 7.308,67 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,37%, a 28.872,73 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,33%, a 9.549,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 1,54%, a 6.227,49 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes