Wall Street fecha em alta após dados econômicos e Arm sobe em sua estreia

Por Noel Randewich e Ankika Biswas

(Reuters) - Os principais índices de ações dos Estados Unidos encerraram em alta nesta quinta-feira, conforme dados econômicos mais positivos do que o esperado aliviaram preocupações sobre uma recessão, sem aumentar temores de um incremento dos juros do Federal Reserve na próxima semana, enquanto a Arm Holdings disparou em sua estreia no mercado de ações.

O Dow Jones subiu 0,96%, para 34.907,51 pontos. O S&P 500 subiu 0,84% para 4.505,17 pontos. O Nasdaq ganhou 0,81%, para 13.926,05 pontos.

A Arm, do SoftBank, foi avaliada em quase 60 bilhões de dólares em uma forte estreia no índice de tecnologia Nasdaq, com as ações em alta de quase 25% em seu primeiro dia de negociação.

As ações da fabricante de chips abriram a 56,1 dólares cada, em comparação com o preço da oferta pública inicial de 51 dólares, em um sinal de confiança para outras empresas que planejam listar suas ações.

As vendas no varejo dos Estados Unidos aumentaram mais do que o esperado em agosto devido ao aumento dos preços da gasolina, enquanto pedidos iniciais de auxílio-desemprego estadual subiram para 220.000 com ajuste sazonal na semana encerrada em 9 de setembro, de 217.000 na semana anterior.

Os preços mensais ao produtor norte-americano para a demanda final subiram 0,7% no mês passado, contra expectativas de um aumento de 0,4%. Em uma base anual, aumentaram 1,6%, em comparação com estimativas de uma alta de 1,2%.

Operadores veem uma probabilidade de 97% de o Federal Reserve manter a taxa básica estável ​​na sua reunião de política monetária de 20 de setembro e uma probabilidade de quase 67% de uma nova pausa em novembro, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME.

O Citigroup espera que o Fed aumente os custos de empréstimos em 0,25 ponto percentual em novembro, em comparação com a sua previsão anterior de um aumento em setembro.

Deixe seu comentário

Só para assinantes