Ações europeias registram ganhos semanais com otimismo sobre China e esperanças de pausa do BCE

Por Bansari Mayur Kamdar e Shashwat Chauhan

(Reuters) - As ações europeias registaram ganhos semanais nesta sexta-feira, conforme dados chineses melhores do que o esperado a impulsionaram empresas de luxo, enquanto investidores se confortaram com sinais de que o Banco Central Europeu (BCE) está próximo de encerrar seu ciclo de aumento das taxas de juros.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,23%, a 461,93 pontos, para fechar no maior nível em cinco semanas, com setores de luxo, mineração e automóveis na liderança dos ganhos setoriais.

Nomes de luxo franceses como Kering e LVMH subiram 1,8% e 2,5% após dados mostrarem que a produção industrial e as vendas no varejo da China cresceram em um ritmo mais rápido em agosto.

As ações registaram o maior ganho percentual em seis meses na quinta-feira, depois de o BCE ter aumentado a sua taxa de juro para um recorde histórico de 4%, mas, com a economia da zona euro em crise, sinalizado que o aumento seria provavelmente o último.

No entanto, formuladores de política monetária disseram nesta sexta-feira que o BCE manterá as taxas de juros altas por um período prolongado e poderá até aumentá-las novamente, se necessário, rejeitando algumas apostas do mercado de que as taxas da zona do euro começarão a cair já na próxima primavera europeia.

O STOXX 600 subiu 1,6% na semana, com o setor de mineradoras com o melhor desempenho.

Os ministros das Finanças da zona euro concordaram que a política fiscal deveria ser restritiva no próximo ano para ajudar o BCE a conter a inflação, equilibrando ao mesmo tempo a necessidade de investimento.

Os investidores agora estão concentrados em outras reuniões de bancos centrais, com o Federal Reserve e o Banco da Inglaterra anunciando suas decisões sobre os juros na próxima semana.

Continua após a publicidade

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,50%, a 7.711,38 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,56%, a 15.893,53 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,96%, a 7.378,82 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,08%, a 28.895,39 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,01%, a 9.549,70 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,38%, a 6.203,91 pontos.

Deixe seu comentário

Só para assinantes