Wall Street tem pouca variação sob pressão de ações de chips e de crescimento, com foco no Fed

Por Ankika Biswas e Shristi Achar A

(Reuters) - Os principais índices de Wall Street tinham pouca variação em negociações instáveis nesta segunda-feira, pressionadas pela queda de algumas ações de megacapitalização e de chips, antes da decisão sobre a taxa de juros pelo Federal Reserve nesta semana.

Os rendimentos dos Treasuries subiam devido à incerteza em torno da trajetória da taxa de juros dos EUA até o final do ano, pressionando alguns dos principais nomes em crescimento, incluindo Nvidia e Tesla, com queda de 3,1% e 3,8%, respectivamente. A Apple contrariava a tendência, subindo 1,1%.

A Arm Holdings, designer de chips sediada no Reino Unido e que teve uma estreia estelar na quinta-feira, caía 6,1% depois que a Bernstein iniciou a cobertura das ações com uma recomendação de "underperform".

Uma queda nas fabricantes de chips devido a preocupações com a demanda fraca e uma queda nas ações de crescimento levaram o S&P 500, o Nasdaq e o Dow na sexta-feira à sua pior queda diária desde 24 de agosto, com os índices perdendo entre 0,8% e 1,5%.

Um fluxo recente de dados econômicos mais fortes do que o esperado diminuiu as preocupações sobre uma possível recessão sem levantar temores de um aumento dos juros em setembro, embora um aumento nos preços do petróleo ameace manter a inflação elevada.

No entanto, a alta dos preços do petróleo fez com que o setor de energia fosse um ponto positivo entre os principais segmentos do S&P 500, com alta de 0,5%.

"Os preços do petróleo entraram na narrativa agora e o Fed levará isso em consideração", disse Peter Andersen, fundador da Andersen Capital Management.

"Haverá uma pausa em setembro, conforme indicado pelo mercado de futuros. É muito importante que observemos os próximos números de inflação e os números de emprego, pois eles podem ter um forte impacto sobre a forma como o Fed encerrará o ano."

Continua após a publicidade

Os operadores esperam, em grande parte, que o Fed mantenha a taxa de juros na faixa entre 5,25% a 5,5% ao anunciar sua decisão na quarta-feira, enquanto as chances de outra pausa em novembro são de 69%, de acordo com a ferramenta FedWatch da CME.

Às 11:27 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,03%, a 34.608,61 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,06%, a 4.453,19 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq Composite avançava 0,15%, a 13.729,26 pontos.

(Reportagem de Ankika Biswas e Shristi Achar A em Bengaluru)

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes