China se compromete a acelerar adoção de mais medidas econômicas

PEQUIM (Reuters) - A China vai acelerar a adoção de mais medidas para consolidar sua recuperação econômica, informou a mídia estatal CCTV nesta quarta-feira, citando uma reunião do gabinete presidida pelo primeiro-ministro Li Qiang, depois que a economia mostrou sinais preliminares de estabilização.

Com uma enxurrada de medidas de suporte entrando em vigor, a economia chinesa apresentou números melhores do que o esperado no mês passado, incluindo de empréstimos bancários, produção industrial e indicadores de consumo, mas o setor imobiliário instável ainda pesa sobre as perspectivas econômicas.

A China se manterá firme no aprofundamento das reformas e na abertura e mobilizará totalmente o entusiasmo das empresas, disse a CCTV.

"A China acelerará a adoção de políticas relevantes e a implementação do trabalho, além de consolidar ainda mais a tendência de crescimento da economia", disse a CCTV.

Os governos locais e os departamentos governamentais precisam dar grande atenção aos problemas encontrados durante uma inspeção e pesquisa sobre a recuperação econômica, e pressionar para que as medidas já lançadas entrem em vigor, informou a CCTV, citando a reunião.

Em resposta aos conselhos feitos durante a pesquisa, os departamentos governamentais relevantes devem fazer planos e realizar uma pesquisa aprofundada considerando o trabalho econômico de 2024, disse a mídia estatal.

A segunda maior economia do mundo perdeu força desde abril, já que sua recuperação após a reabertura da Covid-19 não atendeu às expectativas dos mercados e dos economistas.

(Reportagem de Ellen Zhang e Liz Lee)

Deixe seu comentário

Só para assinantes