CORREÇÃO-Índices de Wall Street caem mais de 1% com perspectiva de Fed mais agressivo

(Corrige segundo parágrafo para mostrar que os Treasuries de 10 anos tocaram um pico de 16 anos, e não de 10 anos)

Por Stephen Culp

NOVA YORK (Reuters) - Wall Street sofreu forte queda nesta quinta-feira, com o apetite por risco dos investidores atenuado por preocupações de que a política monetária restritiva do Federal Reserve permanecerá em vigor por mais tempo do que o previsto.

Os três principais índices de ações dos Estados Unidos caíram mais de 1% e os rendimentos de referência dos Treasuries de 10 anos atingiram o maior nível em 16 anos um dia depois de o chair do Fed, Jerome Powell, alertar que a inflação ainda tem um longo caminho a percorrer antes de se aproximar da meta de 2% do banco central dos EUA.

Ações de megacapitalização mais sensíveis aos juros, lideradas pela Amazon.com, Nvidia Corp, Apple e Alphabet, pressionaram os índices S&P 500 e Nasdaq para os níveis de fechamento mais baixos desde junho.

O Dow Jones caiu 1,08%, para 34.070,42 pontos. O S&P 500 perdeu 1,64%, para 4.330 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq caiu 1,82%, para 13.223,99 pontos.

Todos os 11 principais setores do S&P 500 perderam quase 1% ou mais, com ações imobiliárias em sua maior queda percentual em um dia desde março.

Na quarta-feira, na conclusão da sua reunião de política monetária de dois dias, o banco central deixou a taxa básica do Fed inalterada na faixa de 5,25% a 5,50%, como esperado.

Mas as projeções econômicas revistas mostraram que os juros permanecerão elevados durante o próximo ano, o que diminui esperanças de uma flexibilização da política monetária antes de 2025.

Deixe seu comentário

Só para assinantes