Montadora chinesa Nio lança smartphone para ser usado com carros elétricos

XANGAI (Reuters) - A chinesa Nio apresentou nesta quinta-feira um smartphone projetado para ser usado com seus veículos elétricos, mostrando uma série de funções relacionadas, como o uso do aparelho para instruir o carro a estacionar sozinho.

O lançamento do Nio Phone - o primeiro telefone específico para carros a ser vendido por uma empresa chinesa - destaca o estado avançado das tecnologias de veículos elétricos no maior mercado automotivo do mundo, onde os veículos elétricos agora representam mais de um terço das vendas totais de carros.

O motorista também pode usar o telefone para notificar o carro para que ele dirija sozinho até sua localização (função permitida na China em espaços restritos e em baixa velocidade) e para destravar o veículo mesmo quando o telefone estiver desligado.

O presidente-executivo, William Li, disse que o Nio Phone tem mais de 30 funções específicas para carros e inovou com tecnologias de conexão.

"Acredito que muitos de nossos concorrentes aprenderão com as inovações de nossos smartphones e dou as boas-vindas a eles", disse ele.

Segundo o analista Will Wong, da empresa de pesquisa de mercado IDC, "smartphones serão uma boa plataforma para coleta de mais dados, algo que é crucial no mundo atual e que pode potencialmente levar a uma melhor experiência dos usuários".

Três modelos estão disponíveis, com preços entre 6.499 e 7.499 iuans (890 a 1.030 dólares). Por enquanto, o telefone só será vendido na China e os envios começarão a partir de 28 de setembro.

Depois que as vendas de veículos da marca despencaram no primeiro semestre do ano, a Nio deu sinais de recuperação, com as entregas de agosto aumentando 81% em relação ao ano anterior, graças à popularidade do utilitário remodelado ES6.

A Nio, nona maior fabricante de carros elétricos e híbridos da China, vendeu cerca de 94.350 veículos nos primeiros oito meses deste ano, aumento de 32% em relação ao período do ano anterior, superando a taxa de crescimento de 20% das vendas de carros elétricos na China.

Continua após a publicidade

A empresa tem uma equipe de 11 mil engenheiros que trabalham em aspectos importantes de tecnologias de veículos elétricos conectados, de chips e baterias a direção autônoma e produção inteligente, afirmou Li.

A fabricante chinesa de smartphones Xiomi também está se preparando para começar a montar carros.

(Por Zhang Yan e Brenda Goh)

((Tradução Redação São Paulo))

REUTERS BC AAJ

Deixe seu comentário

Só para assinantes