Rússia impõe restrições temporárias às exportações de combustível

MOSCOU (Reuters) - A Rússia introduziu restrições temporárias às exportações de gasolina e diesel a fim de estabilizar o mercado interno, informou o governo russo nesta quinta-feira.

O governo não especificou como as restrições funcionariam. O Ministério da Energia russo disse separadamente que elas impediriam as exportações não autorizadas de combustíveis para motores.

Nos últimos meses, a Rússia enfrentou escassez de gasolina e diesel e os preços dos combustíveis no atacado aumentaram devido ao aumento dos preços globais do petróleo e ao enfraquecimento do rublo.

A Rússia tem uma política de longa data de limitar os preços dos combustíveis no varejo, tentando controlá-los de acordo com a inflação oficial.

"As restrições temporárias ajudarão a saturar o mercado de combustíveis, o que, por sua vez, reduzirá os preços para os consumidores", disse o governo em um comunicado.

"Anteriormente, para estabilizar a situação no mercado de combustíveis, o governo aumentou os volumes obrigatórios de fornecimento de gasolina e diesel para a bolsa de mercadorias", acrescentou.

"Também foi estabelecido o monitoramento diário das compras de combustível para as necessidades dos produtores agrícolas com ajuste imediato dos volumes."

(Reportagem de Vladimir Soldatkin)

Deixe seu comentário

Só para assinantes